“Eu só espero que nunca percamos de vista uma coisa: que tudo começou com um ratinho”. Essa frase de Walt Disney mostra a importância que o fundador da gigante do entretenimento sempre deu para o icônico Mickey Mouse. E agora no dia 18 de Novembro, a Disney celebra o aniversário de 90 anos de seu maior personagem, honrando as palavras de seu criador! 

Mickey, a mais célebre criação da carreira de Walt Disney, foi concebido por Walt e originalmente desenhado por seu amigo e clássico animador Ub Iwerks, em 1928 para substituir o primeiro personagem de sucesso da mesma dupla, Oswald, o Coelho Sortudo. Oswald foi desenvolvido para o Universal Studios mas Disney perdeu seus direitos para o estúdio em uma jogada traiçoeira do produtor Charles Mintz. Revoltado por perder os direitos de sua criação mais bem-sucedida até então, Walt jurou nunca mais trabalhar para outra pessoa e sempre certificar-se de que possui os direitos sobre suas criações. Então ele fundou seu próprio estúdio de animação, começando do zero ao lado de Ub e outros poucos animadores que não o abandonaram. 

Ali na primeira e humilde versão do estúdio na primavera de 1928, Iwerks, alterando um pouco a aparência do coelho Oswald, criou para Disney o design de um ratinho originalmente batizado de Mortimer Mouse. Lillian Disney, a esposa de Walt, rejeitou o nome por achar pretensioso demais e o convenceu a mudar para Mickey Mouse. Nascia então uma lenda!

Embora originalmente desenvolvido para o curta Plane Crazy, um curta que foi inicialmente rejeitado pelos distribuidores, a estreia oficial do personagem para o grande público foi no curta Steamboat Willie (O Barco a Vapor Willie) de 18 de novembro de 1928. Para criar um diferencial para seu novo filme, Walt desenvolveu um sistema de som sincronizado, tornando Steamboat Willie o primeiro desenho animado da história inteiramente sonorizado com uma trilha pós-produzida completa com efeitos sonoros e música, rapidamente tornando-se o mais popular desenho da época, encantando o público e elevando Walt à fama. Assim surgiu uma estrela que viria a estrelar 130 filmes de curta-metragem, além de longa-metragens, programas de TV, quadrinhos, livros e todo o tipo de mídia. No curta The Karnival Kid (1929), Mickey disse suas primeiras palavras “Hot Dog! Hot Dog!” e quem fez sua voz foi ninguém menos que o próprio Walt. Walt continuaria fazendo a voz do personagem até 1959, com exceção do filme Fun and Fancy Free (Como É Bom Se Divertir) de 1947 onde o personagem foi interpretado por Jimmy MacDonald no clássico segmento Mickey e o Pé de Feijão.

Antes disso, porém, Mickey teria alcançado o auge de sua carreira naquela que é considerada por muitos a obra-prima de Walt, Fantasia. Walt havia decidido que o personagem seria a estrela do luxuoso curta O Aprendiz de Feiticeiro da série Silly Symphonies baseado em um poema de Johann Wolfgang von Goethe. Mas a produção do curta ficou cara demais e Walt então resolveu integrar o segmento a um longa, que se tornaria a menina dos olhos dele, Fantasia, o clássico inigualável que uniria animação e música clássica regida por Leopold Stokowski, provando que a animação poderia ser um entretenimento adulto. Estreando em 1940, o filme brindou o mundo com um espetáculo visual e musical, e o camundongo teve a chance de estrelar seu mais icônico momento nos cinemas.

Depois, Mickey se tornou um astro da televisão, ao estrear no especial Disney de 1950 chamado “One Hour in Wonderland”. E em 1955 ganharia seu próprio programa de TV, The Mickey Mouse Club (O Clube do Mickey), que seria um marco da história da TV durante suas muitas temporadas e versões diferentes.

Hoje, Mickey continua sendo a mascote e o ícone mais associado à empresa, além de um de seus personagens mais populares. É também a mais importante presença em todos os parques temáticos da companhia, com duas séries de animação  atualmente sendo produzidas para a TV – a divertida Mickey: Aventuras sobre Rodas para o Disney Junior e a hilária série Mickey Mouse do Disney Channel, que estreou sua quinta temporada agora em 2018 celebrando o aniversário de 90 anos do amado personagem. 

Falando no aniversário, certamente a Disney não deixaria o aniversário do ratinho passar despercebido e as comemorações estão acontecendo o ano todo. Várias celebrações estão acontecendo nos parques Disney do mundo todo, com direito a shows e convidados especiais.

O ápice da celebração, porém, é a exuberante exposição Mickey: The True Original Exhibition em Nova York que foi concebida para inaugurar juntamente com o aniversário de 90 anos do camundongo no dia 18. A belíssima exposição celebra o personagem como um dos maiores ícones da cultura pop de todos os tempos, mostrando a trajetória do personagem e como ele foi abraçado não apenas por fãs, mas também por artistas do mundo todo. A exposição contém peças dos arquivos Disney, quadros, esculturas, obras de arte, artigos colecionáveis raros, roupas que adotaram o ratinho como ícone fashion, e muito mais, balanceando material de artistas clássicos retirado dos arquivos da Disney com obras modernas criadas por artistas contemporâneos em uma grande homenagem ao ícone. O espírito da fantástica exibição é capturado no curta Steamboat Willie Redux em exibição no evento, um remake do clássico de 1928 reimaginado por diversos artistas dos dias de hoje. O evento deixa claro que Mickey já está consolidado como um ícone global da alegria.

Noventa anos se passaram e Mickey continua fazendo o que faz melhor, encantando e espalhando magia pelo mundo, geração após geração. Parabéns, Mickey! Que venham mais 90!