Em entrevista ao EW, o ator Andy Serkis falou sobre o vilão da nova trilogia “Star Wars”, o Líder Supremo Snoke, revelando o que esperar do personagem em “Os Últimos Jedi”. Serkis interpreta Snoke por captura de movimento.

“Desta vez você consegue vê-lo, em sua presença real. No filme anterior, nós o vimos como este enorme holograma e tele-presença, e você consegue encontrá-lo na carne desta vez.”, conta o ator. “Seu treinamento de Kylo Ren não está cedendo o que ele quer”, diz Serkis. “Portanto, sua raiva em relação a Kylo Ren é intensificada porque não pode suportar fraqueza nos outros. Parte da manipulação está incitando ele com Hux e jogando-os uns contra os outros.“.

Serkis ainda conta um pouco sobre o passado do vilão, “A coisa sobre Snoke é que ele é extremamente forte com a Força, o lado sombrio da Força. Ele é terrivelmente poderoso, é claro. Mas ele também é um personagem muito vulnerável e ferido“, diz Serkis. “Ele sofreu e ele sofreu lesões. A maneira como sua malevolência aparece é uma reação a isso. Seu ódio à Resistência é alimentado pelo que aconteceu com ele pessoalmente.”.

O diretor Rian Johnson, ainda acrescenta dizendo que saberemos tudo sobre Snoke no seu devido tempo, “Por exemplo, na trilogia original, não sabíamos nada sobre o Imperador, exceto exatamente o que precisávamos saber, o que Luke sabia sobre ele, que ele é o cara malvado por trás de Vader. Mas então, nas prequelas, você sabia tudo sobre Palpatine porque a sua ascensão ao poder era a história. Aprenderemos exatamente sobre Snoke como precisamos. Mas o realmente emocionante para mim é que vamos ver mais dele, e Andy Serkis vai conseguir fazer muito mais neste filme do que no último, e esse cara é apenas uma força da natureza.”.

“Star Wars: Os Últimos Jedi” estreia dia 15 de dezembro.