Em 2009 foi lançado ‘Avatar’. O filme do James Cameron que arrecadou bilhões de dólares. Seu sucesso se deve ao seu lançamento em 3D. As pessoas ficaram encantadas com a tecnologia e se apaixonaram pela mesma. Desde então todo block buster lançado tem uma versão em 3D e em 2D. Mas o grande problema é que alguns filmes em 3D não são exatamente em 3D.

O que move qualquer indústria é o dinheiro. Disso não há dúvida. Infelizmente, o mesmo ocorre com a indústria cinematográfica. Os produtores sabem que as pessoas estão dispostas pagar mais por estes filmes. E é por isso que todo block buster é lançado em uma versão em 3D. Contudo, o filme precisa ser gravado em 3D. Para isso é usado uma câmera especial que possui duas lentes. Isso faz com que uma mesma imagem seja capturada em dois ângulos diferentes, e na hora da montagem, obtêm-se o efeito desejado.

fotohk

Seria ótimo se todo filme lançado com essa tecnologia fosse feito para ser exibido em tal formato. O que ocorre é que no fim das gravações, o montador usa um software para dar um efeito de profundidade. ‘Mas o resultado não é o mesmo? ’. Não. Quando o filme é filmado em 3D, o diretor geral e o de fotografia trabalham cena por cena para que o efeito não atrapalhe a experiência de ver o filme, mas sim deixe a trama ainda mais emocionante. No caso da conversão, o filme é inteiramente convertido. Cada cena e cada detalhe se tornam 3D. O que atrapalha o longa.

Mas a situação pode ficar ainda mais revoltante. Geralmente, existem pessoas especializadas em efeitos 3D que acompanham a montagem do filme. Garantindo assim a perfeição do produto final. O software do qual citei, apenas duplica as imagens do plano que está mais à frente e cria o efeito. Basicamente é o mesmo processo das TV’s em 3D.

Com as animações a história é outra. Já que tudo ocorre pelo computador, a conversão não prejudica me nada o filme, pois o diretor pode trabalhar cena por cena e criar efeitos impressionantes. Um bom exemplo é o filme ‘Monstros vs Alienígenas’.

Antes de você ir ao cinema, faça uma rápida pesquisa e veja se o filme que você irá assistir foi filmado ou convertido em 3D. Caso ele tenha sido convertido, assista em 2D. Sua experiência será tão boa, se não melhor, quanto no outro formato. Mas se o filme foi filmado em 3D, com certeza vale a pena assisti-lo neste formato. O que você não pode fazer é dar dinheiro de graça aos produtores dos filmes. Façam-nos criar vergonha na cara e jamais pague para ver um filme convertido, seja no formato que for. Você merece a melhor experiência que um filme pode oferecer.

E como nós do Pipoca de Pimenta no importamos ao máximo com sua experiência nos cinemas, deixaremos aqui o link de um site que, como diria os populares, cagueta as distribuidoras e os produtores malandros que lançam filmes convertidos em 3D. Sendo assim, você nunca mais gastará tempo e dinheiro assistindo um filme em uma qualidade ruim.

Site: http://realorfake3d.com/