Não é de hoje que as mulheres da indústria cinematográfica vêm encontrando formas de protestar contra o machismo reinante nessa área. Se você não trabalha com isso, talvez não tenha noção do quanto as mulheres ainda precisam lidar com o preconceito que existe no Cinema, mas podemos te assegurar como produtores de conteúdo e profissionais da área que esse machismo existe e existe MESMO!

Um dos exemplos mais recentes a respeito do assunto aconteceu na 87ª cerimônia de entrega do Oscar, em 2015. A atriz Patricia Arquette, vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por ‘Boyhood‘ fez um emocionante pronunciamento sobre a questão, defendendo a igualdade salarial entre os gêneros. Veja:

Durante o Festival de Cannes deste ano, que ainda está acontecendo, as atrizes Julia Roberts, Kristen Stewart e Sasha Lane causaram alvoroço ao aparecerem no Red Carpet da premiação descalças, como forma de protesto ao que aconteceu na première do filme ‘Carol‘, protagonizado por Cate Blanchett, em que mulheres foram barradas no evento por não estarem com sapatos altos. O episódio deu o que falar. A produtora Valeria Richter, que tem um pé parcialmente amputado, foi parada várias vezes por estar usando sapatos baixos quando entrava para ver ‘The Sea of Trees’, filme de Gus Van Sant.

 Julia Roberts (Foto: Getty Images)

A origem do protesto de Julia Roberts, Kristen Stewart e Sasha Lane foi esse, mas será que é somente essa a razão da atitude?

kristen-stewart-fun-with-point-shoot-disposable-camera-at-cannes-3 Kristen Stewart e Sasha Lane (Fotos: Getty Images)

O glamour não só de Hollywood, mas como do Cinema em geral é de encher os olhos. Uma enorme massa de pessoas se espelha nisso e tenta construir algo parecido em suas próprias vidas, como algo quase que natural. Tendências de moda são lançadas nos tapetes vermelhos dessas grandes premiações. Boatos são criados, opiniões são expressadas a respeito dos corpos das grandes celebridades (com o foco nas mulheres, como sempre), dietas são lançadas, mulheres exuberantes precisam encarar flashes e mais flashes em cima de saltos agulhas daquela tal famosa marca. Egos são levantados e ao mesmo tempo destruídos.
O protesto das atrizes vai muito além do episódio envolvendo a première de ‘Carol‘. Esse protesto é uma forma de dizer ao mundo que está na hora de enxergar as coisas por outro ângulo, um ângulo mais equilibrado, mais homogêneo, mais igualitário. É uma forma de literalmente “descer do salto”, fazer entender que todo mundo é mundo, que conforto vale mais do que cliques incríveis que fazem a respiração cessar por uma barriguinha mais chapada.