No dia 21 de abril, a nova série de comédia da Netflix foi ao ar. “Girlboss” conta a história de Sophia Amoruso, interpretada por Britt Robertson, fundadora da marca Nasty Gal, que começou vendendo roupas vintage no eBay e aos 28 anos já era dona de um negócio de moda multimilionário.

Por se tratar de uma série que fala de moda, o figurino tinha que ser especial e a figurinista escolhida foi Audrey Fisher, que trabalhou em grandes produções como nas séries “True Blood” e “That ’70s Show”, e nos filmes “Milk: A Voz da Igualdade” e “Somos Marshall”.

Créditos: Audrey Fisher (Divulgação)

Em entrevista ao Entertainment Weekly, Audrey contou sobre os desafios que enfrentou em “Girlboss”, “Essa série é incomum porque temos uma pessoa viva que estamos tentando recriar. Quando você está trabalhando em uma série e há uma cena em que seu personagem está apenas usando pijama, você pensa, ‘Oh, ok, apenas pegue um pijama’. Mas nesse caso, você tem uma blusa incrivelmente vintage usada tanto por dentro quanto por fora, e alguns shorts de cetins legais que parecem ser de uma patinadora dos anos 70. Tudo tinha que transmitir uma história tão clara e forte de sua obsessão com a roupa e seu relacionamento de brotamento com este negócio.”.

A figurinista ainda conta que Sophia concedeu algumas fotos suas para a equipe criativa, “Isso foi uma grande referência para mim, porque mostra o que Sophia e suas amigas estão vestindo em grandes detalhes. É sempre algo chique sem parecer ter sido feito esforço, onde mesmo que ela só tenha colocado a mesma camiseta do dia anterior com os jeans vermelhos que ela estava usando por semanas, parece que está pronta para ir ao Studio 54. Há uma espécia de pó mágico sobre ela.”.