‘Compramos coisas que não precisamos, com dinheiro que não temos, para impressionar pessoas de quem não gostamos.’ Essa frase soa familiar? Ela foi dita por Tyler Durden no filme cult ‘Clube da Luta’. O longa faz duras críticas ao consumismo e a forma vazia como muitas pessoas levam a vida. Pra ser sincero, ele critica a forma como quase toda a população mundial vive.

Ao contrário do que dizem os mais enérgicos ‘cientistas políticos’ do Facebook, questionar o capitalismo não é coisa de comunista. Esse sistema já se provou ser forte e seguro, porém perigoso. Quando somado ao consumismo ele se torna o capitalismo selvagem e o mundo se assemelha ao mundo do Jack (sem trocadilhos). Afinal, as coisas que você possui acabam possuindo você.

Tudo a sua volta te incentiva a comprar mais e mais. A TV que você assiste, os sites que você acessa, as revistas que você lê, os outdoors que você vê no caminho do trabalho, os panfletos que você pega na rua etc. Somos estimulados a todo instante para comprar mais e mais. Mas até que ponto você precisa de tudo aquilo? Escute aqui, você não é o que faz para viver; você não é a sua família e não é quem pensa que é; você não é o seu nome; você não é os seus problemas; você não é a idade que tem e você não é suas esperanças. Lembram-se desse discurso, né?

‘Clube da Luta’ é um filme sobre meninos que precisam de um motivo para viver. Comprar, comprar e comprar não fez a vida deles melhor, por que faria a nossa ser? Ainda podemos citar diversas causas ambientais. A Terra não consegue repor tão rapidamente os recursos naturais que usamos e também não consegue “digerir” tão rapidamente o lixo que criamos. Isso beneficia única e exclusivamente aqueles que não sabem mais o que fazer com tanto dinheiro. Só o querem cada vez mais.

‘Você estava procurando um jeito de mudar sua vida, não podia fazer isso sozinho, tudo que você gostaria de ser sou eu.’ Essa frase também foi dita por Tyler Durden. Chegou um ponto em que Jack perdeu sua própria identidade e entrou em uma crise existencial. Até que ponto você precisa de um celular do ano? Um carro do ano? Uma apartamento novinho?

A propósito, vamos às regras: você não fala desse texto. Mentira. Pode falar sim. Espalha pra todo mundo. Há muitos Jack’s precisando saber disso.