Como todo bom cinéfilo sabe, quinta-feira é dia de estreia nos cinemas brasileiros. Confira abaixo as críticas do filmes que estrearam no dia 25/01.

“O Artista do Desastre”

O longa é uma adaptação do livro “The Disaster Artist: My Life Inside The Room”, que trata da produção daquele que é considerado por muitos o pior filme já realizado: “The Room”, dirigido, escrito e estrelado por Tommy Wiseau em 2003.

“Sem Fôlego”

Gunlint, Minnesota, 1977. Ao atender um telefonema, o garoto Ben é atingido pelo reflexo de um raio, que caiu bem em sua casa. Esta situação faz com que seja levado a um hospital em Nova York, onde descobre que não consegue mais ouvir um som sequer. Em 1927, a jovem surda Rose foge de sua casa em Nova York para encontrar sua mãe, a consagrada atriz Lillian Mayhew. A vida destes dois garotos que não conseguem mais ouvir está interligada a partir de um livro de curiosidades, que os leva ao Museu de História Natural.

“A Repartição do Tempo”

Brasília, início da década de 1980. O REPI (Registro de Patentes e Invenções) acaba de ser capa de uma importante revista nacional, que o coloca como exemplo da burocracia existente no governo. Lisboa, o chefe do departamento, não gosta nem um pouco da reportagem e decide cobrar atitude de seus funcionários, que fazem de tudo menos trabalhar. Paralelamente, o dr. Brasil deseja patentear uma máquina do tempo. Ele deixa o aparelho no REPI e, ao ser colocado no estoque, Jonas acidentalmente o aciona e, consequentemente, volta no tempo. Ao descobrir o ocorrido, Lisboa elabora um plano de forma a obrigar os funcionários a realmente trabalharem, mesmo que para tanto eles precisem ser mantidos em cativeiro.

“Maze Runner: A Cura Mortal”

No terceiro filme da saga, Thomas embarca em uma missão para encontrar a cura para uma doença mortal conhecida como “Fulgor” e descobre que os planos da C.R.U.E.L. podem trazer consequências catastróficas para a humanidade. Agora, ele tem que decidir se vai se entregar para a C.R.U.E.L. e confiar na promessa da organização de que esse será seu último experimento.

Poderoso, simbólico e reflexivo, “Nós” é o reforço do auge cinematográfico de Jordan Peele

"Somos nossos piores inimigos". Viver em sociedade exige determinadas compreensões e respeito. No entanto, os inimigos vêm, cada vez mais, retomando suas forças, funcionando como um verdadeiro muro para específicas ideologias. Em Corra (2017), Jordan Peele...

Romance adolescente “A Cinco Passos de Você” emociona com forte mensagem sobre a vida

Carpe Diem. O termo, escrito pelo lírico e satírico poeta Horácio em Odes traz o conceito de aproveitar o dia ao máximo como seu principal significado. A partir dele, A Cinco Passos de Você gira sua trama. Tanto seu início, como conclusão, transmitem a...

Julia Roberts sustenta com honraria a popular narrativa de “O Retorno de Ben”

O cinema se apoiou diversas vezes em narrativas envolvendo drogas e adolescentes. Isso devido a uma forte realidade não só americana. No entanto, as histórias costumam trazer o retrato do período do uso ou até mesmo do início, mostrando o porque tais...

Fora do convencional, “Um Amor Inesperado” funciona como um estudo literário e real sobre o amor

Diante das nossas formações, o cinema e a literatura trataram o romance constantemente da mesma maneira. Recheados de visões sonhadoras, o amor presente nas histórias construíram narrativas clássicas, que com o tempo foram se desgastando, até pela...