Hoje (15), foram anunciadas as produções que irão concorrer à seleção Panorama, mostra paralela do Festival de Berlim. Dentre os primeiros 11 filmes anunciados, 3 são documentários brasileiros:

“Bixa Travesty”, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman

O corpo feminino trans se torna um meio político de expressão no espaço público e privado. A cantora transgênero, Linn da Quebrada, que reflete sobre o gênero.

“Ex-Pajé”, de Luiz Bolognesi

Mostra o iminente etnocídio do indígena Paiter Suruí que vive na bacia amazônica. Um ex-xamã cristalizado se volta para os espíritos que abandonou, para preservar sua identidade cultural.

“Zentralflughafen THF”, de Karim Aïnouz (também de nacionalidade francesa e alemã)

Mostra a vida cotidiana dos refugiados nos hangares do extinto aeroporto de Berlim Tempelhof. Enquanto eles sonham em finalmente chegarem ao seu destino, os berlinenses fogem de suas vidas cotidianas para o parque público em Tempelhofer Feld.

Além deles as seguintes obras foram confirmadas:

“L’Animale” de Katharina Mückstein (Áustria)

“Malambo, El Hombre Bueno” de Santiago Loza (Argentina)

“Obscuro Barroco” de Evangelia Kranioti (França e Grécia)

“La Omisión” de Sebastián Schjaer (Argentina, Países Baixos e Suíça)

“Profile” de Timur Bekmambetov (EUA, Reino Unido e Chipre)

“River’s Edge” de Isao Yukisada (Japão)

“That Summer”de Göran Hugo Olsson ( Suécia, Dinamarca e EUA)

“Yocho” de Kiyoshi Kurosawa (Japão)

O evento que irá acontecer entre os dias 15 e 25 de fevereiro na Alemanha.