Ontem (8), o ator Ed Westwick, conhecido por interpretar Chuck Bass na série “Gossip Girl”, foi novamente acusado de estupro, dessa vez pela ex-atriz Aurélie Wynn (que usava o nome artístico Aurelie Marie Cao).

Encorajada pela colega Kristina Cohen, Wynn também se pronunciou através de seu perfil no Facebook.

“Em julho de 2014, passei por um trauma muito parecido com Ed Westwick. Ele me pagou um Uber até Glendower [bairro de Los Angeles], onde estava alugando propriedade, seguindo o convite de uma amiga minha que estava namorando o colega de quarto dele, um membro do elenco de ‘Glee’. Ficamos conversando até às 5h da manhã e o sol já estava nascendo pois era verão, então todos decidimos tirar algumas horas de sono – já que havia muitos quartos. Assim como Kristina Cohen, eu disse não, mas ele empurrou meu rosto para baixo e eu estava indefesa contra o seu peso. Estava usando um maiô de banho, ao qual ele rasgou. Estava em completo choque, e também sou muito pequena. Quando acabou, peguei meu celular e descobri que a garota que havia me convidado tinha ido ou foi expulsa. Meu celular estava com sinal horrível na área, e eu não tinha acesso ao Wifi, então tive de pedir para outra amiga pedir um Uber para eu sair de lá enquanto Ed estava dormindo. A casa é tão grande que gravei um vídeo da minha experiência saindo de lá, afinal é literalmente um labirinto. Disse para Mark Salling, o cara com que eu estava saindo na época, que fui estuprada. Quando ele descobriu o estuprador, fingiu não conhece-lo, me culpou pelo ocorrido e terminou comigo. Meus outros amigos e pessoas ao meu redor falaram que era melhor não dizer nada, não me tornar ‘aquela garota’, que ninguém acreditaria em mim e que só pensariam que eu estava tentando ter meus 10 segundos de fama.

Então eu fiquei quieta, e logo passei a ver e ouvir o quão predominante é o abuso sexual e intimidação na indústria – ao ponto que me fez questionar o quanto eu queria trabalhar com entretenimento sem ver melhoras. Qual o preço? Desde então, sai da atuação e só queria reforçar a acusação de Kristina Cohen pois acredito que são verdade.

Sou grata por tudo isso estar se revelando agora e que exista justiça no mundo. Eu acredito em você, Kristina Cohen, e obrigado por falar com tanta eloquência e realmente expor o que jovens atrizes tem de passar nas mãos de homens como Ed Westwick. Sem você, eu não teria as forças para falar publicamente sobre o meu trauma.”.

Hoje (9), o ator se pronunciou sobre a acusação, novamente negando que tenha feito o ocorrido.

“É desanimador e triste para mim que, como resultado de duas reivindicações de mídia social não verificadas e provavelmente falsas, existem alguns neste ambiente que poderiam concluir que eu tive algo a ver com algo tão vil e horrível. Eu absolutamente não, e estou cooperando com as autoridades para que possam limpar meu nome o mais rápido possível.”.