Faltando pouco para terminar as férias, a Galeria Distribuidora lança um longa que tem muito a ver com este período: O Melhor Verão das Nossas Vidas. Simpático e agradável, o filme é repleto de clichês que não poupam nenhum estereótipo dos adolescentes dos dias de hoje. Não bastasse isso, os personagens facilmente encontrados em filmes teens estadunidenses roteirizados, dirigidos e produzidos por John Hughes também estão presentes. São eles: o trio de amigas descoladas, o nerd, a patricinha, o professor turrão e, claro, os pais caretas preocupados com o futuro dos seus filhos.

O trio protagonizado por Bia Torres, Giulia Nessa e Laura Castro – amigas e cantoras desde a época do programa The Voice Kids – esbanja simpatia. Fundaram então o BFF Girls e fizeram sucesso com covers e músicas autorais em formato EP e estreiam nos cinemas atuando juntas tendo suas personagens com seus nomes legítimos.

Bia, Giulia e Laura têm o mesmo sonho: se tornarem cantoras famosas. As três talentosas adolescentes ainda estão no ensino médio e se arriscam ao entrarem em um concurso musical no Festival do Sol, situado na praia da cidade de Guarujá. O problema é que estas meninas ficaram em recuperação em uma matéria e terão que recuperá-la nas férias. É então que elas bolam um plano junto à Júlio, o nerd tímido da classe onde estudam, que topa ajudar em troca de conquistar a Helô, a garota mais bonita da escola que o esnoba e humilha constantemente.

Por sorte das garotas, o atrapalhado tio de Júlio tem uma pousada que precisa muito de reparos. Eles se juntam para ajudar uns aos outros em um clima romântico, sob músicas e com muito bom humor (em especial Maurício Meirelles como Denis, tio do Júlio).

Embora se trate de um filme previsível, O Melhor Verão das Nossas Vidas é um dos filmes mais divertidos destas férias apoiado principalmente no carisma do elenco – não há como não se encantar com a fofura de Bela Fernandes que interpreta Carol, uma garota surda. O filme também propõe algumas temáticas que podem ser discutidas, como preconceito, solidariedade, aceitação e arriscar tudo por um sonho. Com certeza também será apreciado por adultos.