Escolher a equipe de um filme é quase como formar uma banda. As pessoas precisam se dar bem, o trabalho deve ser construído coletivamente e o ego de cada um deve ser controlado para que o trabalho final não seja afetado por intrigas.
Sabemos que isso nem sempre acontece.

As tretas em sets podem até ser usadas para promover os filmes, alimentar os tabloides e mexer com o imaginário do público sobre o que acontece por trás das câmeras; mas quando as parcerias na equipe funcionam de verdade o resultado você encontra na tela grande.
Confira algumas delas.

The Invention Of Hugo Cabret

Scorsese e Thelma Schoonmaker

Na historia do cinema existem poucas parcerias de longa data como entre o diretor Martin Scorsese e a montadora Thelma Schoonmaker. Ela tem editado seus filmes desde 1980, com “Touro Indomável”, trabalho que lhe rendeu o primeiro de seus três Oscars.
O trabalho entre os dois flui muito bem pois o diretor sente que seu filme é realmente feito na hora da montagem.

Filmes que trabalharam juntos: “Goodfellas”, “O Lobo de Wall Street”, “Os infiltrados”, “Ilha do medo”, “Touro Indomável”, “Gangues de Nova York”, “Casino”

imagem-2

Baz Luhrmann e Catherine Martin

Direção e direção de arte se convertem numa unidade perfeita nos filmes de Baz Luhrmann, isso graças à sua mulher, Catherine Martin. O primeiro filme que fizeram juntos foi “Romeu + Julieta”, em 1996. Com “Moulin Rouge – Amor em vermelho”, Catherine planejou os cenários e fez codireção de figurino. O filme lhe rendeu dois Oscars: melhor direção de arte e melhor figurino.

Filmes que trabalharam juntos: “Moulin Rouge – Amor em Vermelho”, “Romeu + Julieta”, “Austrália”, “O grande Gatsby”

Directors Joel Coen (L) and Ethan Coen pose for a photo in Los Angeles, California, November 15, 2013. For their new film, "Inside Llewyn Davis," the brothers Coen painted themselves into this corner: They needed an actor for the title role of a struggling folk singer in the early 1960s who could carry an entire movie, be in every scene, convince the audience he was a musician and play songs live in their entirety multiple times. Oscar Isaac, 33, a Guatemala-born, Miami-raised actor and musician trained at the Juilliard School, turned out to be the ticket. Picture taken November 15. To match story FILM-INSIDELLEWYNDAVIS/ REUTERS/David McNew (UNITED STATES - Tags: ENTERTAINMENT SOCIETY PORTRAIT) - RTX162M8Foto: David McNew 

Joel e Ethan Coen

Mais conhecidos como os irmãos Coen, essa dupla definitivamente possui um estilo e um ritmo singulares. Seus filmes são muitas vezes paródias de diversos gêneros cinematográficos e é fácil encontrar em seus personagens a típica figura do fracassado, do cabra macho e sentir um pouco de uma melancolia moderna. Os irmãos Coen escrevem, dirigem e produzem seus próprios filmes, além de utilizarem o nome Roderick Jaynes como pseudônimo para o crédito da montagem.

Filmes que trabalharam juntos: “O Grande Lebowski”, “Onde os fracos não têm vez”, “Inside Llewyn Davis – Balada de Um Homem Comum”, “Ave, César!”, “Bravura Indômita”, “Queime depois de ler”, “Um homem sério”

imagem-4

Tarantino e Sally Menke

Tarantino deve muito de seu sucesso a essa discreta colaboradora, Sally Menke, que falecera em 2010. O diretor e a montadora começaram a desenvolver um estilo já em “Cães de Aluguel”; com diálogos longos, que logo se tornam uma explosão de violência bem desenvolvida e com um timming perfeito. Sally gostava de editar a cena em função da narrativa e da carga emocional envolvida, só depois disso Tarantino surgia com a trilha sonora que se encaixaria na sequência.

Filmes que trabalharam juntos: “Pulp Fiction”, “Bastardos Inglórios”, “Kill Bill vol. 1”, “Kill Bill vol. 2”, “Cães de Aluguel”, “Jackie Brown”, “À prova de Morte”.