Riley North (Jennifer Garner) se divide entre o trabalho em um banco e a família, formada pelo marido e a filha de dez anos, até que, no dia do aniversario da criança, ela presencia sua família ser executada em um tiroteio a céu aberto. Riley, que de uma hora para outra perde tudo, é levada para o hospital com um tiro na cabeça, ao acordar é abordada por um policial, que faz com que ela lembre imediatamente dos rostos dos assassinos de sua família, identificando três membros de um famoso cartel de drogas.

Apesar de identificar os assassinos e leva-los a julgamento, seu depoimento é questionado visto a sua instabilidade emocional, a qual é evidenciada com cenas aceleradas e fora de foco, e um juiz e promotor corruptos fazem com que os assassinos saiam livres. 

Tomada de raiva e com desejo de vingança, ela desaparece. Até que, no aniversario de cinco anos da morte de sua filha e marido, ela reaparece pronta para vinga-los.

A Justiceira segue o modelo de todos os filmes sobre um vigilante atrás de vingança já feitos. Os personagens não são aprofundados, até porque eles não vão durar muito tempo em cena mesmo, e as cenas de ação com várias mortes sequenciais contam com a ajuda dos vilões coreografados que esperam sua vez de atacar.

Riley passa de mãe e dona de casa para uma assassina extremamente habilidosa, exterminando um cartel mexicano inteiro, cartel esse que literalmente tem seu escritório dentro de uma loja de piñatas, mas não perde toda sua humanidade. Ela vive sendo assombrada pelo fantasma de sua filha, o que faz com que ela tenha momentos de fraqueza e volte a ser a mãe e esposa de luto.

Pierre Morel, que também dirigiu Busca Implacável, sabe uma coisa ou outra sobre pais vingando seus filhos e em A Justiceira ele mostra isso novamente.

Apesar de todos os personagens serem estereótipos já usados a exaustão em filmes do gênero, este ainda é um filme que entretém e tem algumas boas sequencias de ação, ainda que o roteiro seja irreal e previsível. E o elenco, liderado por Jennifer Garner, desfruta ao máximo a trama medíocre.