Dizem que o amor não é perfeito e que amar é padecer em sofrimento, mas tenho lá as minhas dúvidas. Sempre sonhamos em ter um(a) parceiro(a), alguém para toda vida e, como diz um amigo meu, encontrar essa pessoa é como acertar na loteria. Esse é o caso de Johhny Cash – O Homem de Preto – e sua amada June Carter. O amor que os dois tinham um pelo outro transcendia qualquer barreira e era lindo de se ver.

Por meio do filme ‘Walk The Line’ – no Brasil, ‘Johnny & June’ – dirigido por James Mangold, podemos acompanhar o roteiro, escrito por Gill Dennis e James Mangold, retratando a vida do cantor e de sua companheira. O livro foi baseado na autobiografia escrita por Johnny Cash – com o auxílio de Patrick Carr. Nela, é possível analisar toda a trajetória e a parceria que sempre quisemos ver entre os dois.

WTL-676 Johnny Cash (Joaquin Phoenix) and June Carter (Reese Witherspoon) perform in WALK THE LINE. Photo credit: Suzanne Tenner TM and © 2005 Twentieth Century Fox. All Rights Reserved. Not for sale or duplication. Foto: Suzanne Tenner/Twentieth Century Fox

O filme foca a juventude de Cash, o seu romance com June, e a sua ascensão ao estrelato, tanto como cantor de country, como de rock. Além disso, tem como atores principais Joaquin Phoenix e Reese Witherspoon. Importante ressaltar que Reese Witherspoon ganhou o Oscar de Melhor Atriz em 2006 pela impressionante atuação no filme.

Mas a pergunta que faço é: Você acha possível ter um amor como o de Johnny e June? Se você respondeu que não, é preciso rever seus conceitos. No filme, acompanhamos uma história de amor verdadeiro entre o casal, as dificuldades enfrentadas, os momentos de premiação e apresentações em shows, dentre outros. Certamente, juntos, eles eram imbatíveis.

LONDON - MAY 1: (FILE PHOTO) American country singer and songwriter Johnny Cash (L) and his wife June Carter Cash of the Carter Family group arrive May 1, 1968 at London Airport in London, United Kingdom. Johnny Cash died September 12, 2003 in a hospital in Nashville, Tennessee while being treated for a stomach complaint. He was 71. (Photo by Getty Images) Foto: Getty Images

Como diria a minha avó: “os relacionamentos de hoje não são como antigamente”. Não há mais cortejo, as investidas são menores e arriscar ter uma vida a dois é uma tarefa árdua para os jovens. Pouquíssimos casais tornam-se “melhores amigos” e enfrentam as dificuldades do dia a dia.

Agora, se a sensatez faz parte da exigência, considere o casamento deles um exemplo de sobriedade. June foi casada três vezes, e teve um filho em cada relacionamento, mas ela realmente encontrou a felicidade do lado de Johnny, que mesmo com um gênio difícil, a amava incondicionalmente. Não estou aqui para te fazer acreditar no amor, apenas acredito que é possível tirar uma boa lição por meio da história e companheirismo contados no filme.

johnny-june-3

Como mostrado no longa, Cash consumia comprimidos em quantidade maciça para enfrentar os rigores das turnês e seus demônios pessoais. Ele se livrou do vício com a ajuda de June, mas acabou recaindo no final dos anos 1970. Enquanto isso, os dois tinham brigas homéricas, a ponto de sempre optarem pela separação, mas quando viam que o amor que possuíam um pelo outro era mais forte, logo faziam as pazes e a vida voltava ao normal.

Na obra ‘Anchored in Love: The Life and Legacy of June Carter Cash’ (Ancorados no Amor: a Vida e o Legado de June Carter Cash), o filho do casal, John Cash Carter, alegou que o amor dos pais um pelo outro durou a vida inteira deles e que não desistiram nunca um do outro. Apesar dos conflitos, aceitavam um ao outro totalmente e incondicionalmente. Desta forma, a história do casal inspira jovens e adultos até os dias de hoje.

Legendary singer Johnny Cash and his wife June Carter Cash thank the performers and audience at the end of a tribute in Cash's honor in New York April 6, 1999. Cash's career spans over 40 years. The tribute was filmed for a TNT masters series concert show that will be shown on the cable TV network. REUTERS/Jeff Christensen - RTR1OKBW Foto: Jeff Christensen

Mesmo enfrentando problemas, somando-se ao clima de insegurança, os problemas financeiros do casal na década de 1980 – quando a carreira de Johnny Cash passou por um período complicado – obrigaram-nos a vender suas jóias para conseguir pagar seus empregados, mas eles continuavam juntos. E com a história de Johnny Cash e June Carter podemos tirar boas lições de o que fazer e o que não fazer em um relacionamento. Portanto, vale a reflexão!