Não é a primeira vez que se fala de um retorno de Eddie Murphy, mas certamente é o mais definitivo. Meu Nome é Dolemite é uma comédia biográfica da Netflix deliciosamente fácil de se assistir e que entretém do começo ao fim. Eddie Murphy é um dos comediantes mais relevantes de sua geração e interpreta o cantor e também comediante Rudy Ray Morre, que foi tão importante quanto o primeiro em seu tempo.

Rudy Ray Moore foi responsável pela criação do personagem Dolemite na década de 70, um cafetão contador de história que finalmente leva o ator ao estrelato e é a partir da criação de Dolemite que o filme realmente engata e Eddie Murphy dá um show com sua energia já conhecida.

A trama acompanha Rudy Ray Morre desde o início de sua carreira como vendedor numa loja de discos e aspirante a comediante, mas sem muito sucesso. Sua carreira toma um novo rumo quando, inspirado em histórias corriqueiras, cria um ato de comédia estrelado por seu alter ego Dolemite. Finalmente fazendo sucesso na comédia, chega à conclusão de que é hora de fazer um filme para seu personagem, mesmo sem ter muito conhecimento sobre o assunto.
A história de Rudy Ray Morre não foi só flores e principalmente após algumas críticas mais duras ao seu filme, sua vida beira o dramático e Eddie Murphy entrega exatamente essa energia quando necessário, mas sem nunca perder a leveza e diversão predominantes durante todo o filme.

Esse é, certamente, um dos melhores trabalhos de Eddie Murphy, que tem a agradecer também aos responsáveis pelo roteiro, Scott Alexander e Larry Karaszewski (American Crime Story: O povo contra O.J. Simpson) e ao diretor Craig Brewer (remake de Footloose), que lhe serviram com um material rico e consistente. Toda a produção do longa demonstra a preocupação com os detalhes, com menção honrosa ao figurino que nos leva diretamente aos filmes do gênero de blaxpoitation (filmes da cultura afro-americana) da década de 70, fazendo desse um filme completo.

Além de Eddie Murphy, Wesley Snipes no papel de D’Urville Martin, um dos únicos personagens negros a desprezar Dolemite, quase rouba a cena com uma interpretação que beira o exagero, mas que acaba combinando com o clime do longa. Todo o elenco, que conta com participações especiais de Snoop Dogg, Keegan-Michael Key e Chris Rock, também contribui para que Meu Nome é Dolemite se tornasse um dos melhores filmes da carreira de Eddie Murphy e um dos melhores filmes de comédia do ano – se não o melhor, justificando com louvor sua indicação ao Globo de Ouro.