Considerada um ícone do mundo cinematográfico, Audrey Kathleen Ruston, mais conhecida como Audrey Hepburn, ditou moda e fez muito marmanjo ficar de queixo caído com sua classe e doçura. Nesta quarta-feira (04), a eterna bonequinha de luxo comemoraria 87 anos, se estivesse viva. Hoje, Audrey é considerada um exemplo de atriz, e um ideal de elegância e beleza feminina.

Audrey Hepburn 2Audrey Hepburn posando para as lentes no início da carreira

Audrey Kathleen Ruston nasceu em 04 de maio de 1929, em Ixelles, na Bélgica. Era filha de um banqueiro britânico e uma baronesa holandesa. Aos nove anos, foi enviada pelos pais a um internato, onde aprendeu a dançar balé, o que tornou-se sua paixão. Contudo, a menina precisou abandonar o sonho de ser uma grande bailarina, pois na época acabara de estourar a Segunda Guerra Mundial e a cidade onde morava era alvo dos bombardeios.

Audrey bale 2A atriz sempre teve talento para o balé

Após conhecer uma bela arte, Audrey decidiu investir em outra área: a atuação. Sua estreia foi no documentário ‘Dutch in Seven Lessons’, seguido por uma série de pequenos filmes. Em 1952, viajou para a França para a gravação de ‘Montercarlo Baby’, e foi vista no saguão do hotel em que estava hospedada com o elenco pela escritora Collette. Naquele momento, Collette trabalhava com a montagem para a Broadway da peça ‘Gigi’, cujo papel-título ainda não tinha intérprete. Encantada com Audrey, então decidiu que ela seria a sua Gigi.

Audrey GigiA doce Audrey caracterizada como a personagem Gigi

Em 08 de fevereiro de 1960, ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood, em homenagem a sua dedicação e contribuição ao cinema mundial. Audrey veio a óbito em 20 de janeiro de 1993, na cidade de Tolochenaz, na Suíça, em virtude de um câncer de apêndice.

Para aproveitar a data, trouxemos algumas curiosidades que serão mais que motivos para mostrar que o talento de Audrey vai além das telonas. Confira!

Audrey foi e continua sendo uma referência no mundo da moda.

audrey Hepbur

As moças da época se inspiravam em seus figurinos, que faziam muito sucesso. O vestido preto do filme ‘Bonequinha de Luxo’ foi a peça mais emblemática criada por Hubert de Givenchy. A peça em questão, usada durante o café da manhã na frente das janelas da Tiffany & Co, foi leiloada em 2006 por US$ 800 mil. O valor arrecadado foi doado para a organização City of Joy, que ajuda crianças carentes da Índia portadoras do vírus HIV.

A atriz estrelou diversos filmes e ganhou vários prêmios.

Audrey Oscar

Entre os trabalhos mais significativos da atriz está ‘A Princesa e o Plebeu’, filme que lhe rendeu o Oscar de Melhor Atriz, além de indicações ao Globo de Ouro, ao BAFTA e ao NYFCC Award. Além disso, Audrey foi a quinta artista, e a terceira mulher, a conseguir ganhar as quatro principais premiações do entretenimento norte-americano, o EGOT – acrônimo de Emmy, Grammy, Oscar e Tony.

A atriz inspira a criação de outros personagens.

Audre Story

No ano de 2000 foi lançado o filme ‘The Audrey Hepburn Story’, uma homenagem a Audrey que gerou críticas da mídia e de fãs, devido à escolha de Jennifer Love Hewitt para o papel principal. Além disso, o anime ‘Rec’, faz muitas referências à Audrey Hepburn. Na Itália, foi criada a personagem de histórias em quadrinhos Júlia Kendall – inspirada fisicamente em Audrey Hepburn – pelo roteirista italiano Giancarlo Berardi. Na história, Julia é uma criminóloga, que mora em Garden City e ajuda a polícia de Nova Iorque a solucionar crimes na cidade e arredores. Sua revista em quadrinhos é publicada na Itália pela Sergio Bonelli Editore. No Brasil é publicada pela Editora Mythos desde 2004 com o título de ‘J. Kendall: Aventuras de uma criminóloga’.

Audrey era ligada às causas humanitárias

Audrey Unicef 2

Assim como grandes atrizes da atualidade, como Angelina Jolie, Oprah Winfred, dentre outras, Audrey também estava ligada à causas humanitárias. Em 1987, ela deu início ao seu mais importante trabalho: o de Embaixatriz da UNICEF. Audrey, tendo sido vítima da guerra, sentiu-se em débito com a organização, pois foi o ‘United Nations Relief and Rehabitation Administration’ – que deu origem à UNICEF – que levou comida e suprimentos após o término da Segunda Guerra Mundial, salvando sua vida. Ela viajava muito, e essas viagens foram facilitadas por seu domínio de línguas. Audrey falava fluentemente francês, italiano, inglês, neerlandês e espanhol, e isso lhe abriu muitas portas, inclusive no Cinema.

Fica aqui nossa homenagem a essa talentosa atriz, que deixou um legado e até hoje é lembrada com muito carinho por seus fãs. Esperamos que tenha gostado!