SINOPSE

Quando a jovem Greta (Lauren Cohan) aceita um emprego como babá em uma pequena vila inglesa, ela não podia imaginar que o menino de oito anos do qual iria cuidar na verdade é um boneco que todos tratam como uma criança de verdade. E se Greta não fizer o mesmo, situações assustadoras e ameaçadoras podem acontecer.

FICHA TÉCNICA

Direção:

William Brent Bell

Roteiro:

Stacey Menear

Gênero:

Terror

Produção:

Roy Lee

Elenco:

Lauren Cohan, Rupert Evans, Ben Robson

Produção:

Roy Lee

Nacionalidade:

EUA

Ano de Produção:

2015

Data de Lançamento:

18 de fevereiro de 2016

Distribuição:

CLASSIFICAÇÃO

Direção:

Roteiro:

Fotografia:

Trilha-Sonora:

Montagem:

Efeitos Especiais:

Item não avaliado

Montagem:

Efeitos Especiais:

Efeitos Visuais:

Direção de Arte:

Elenco:

PosterOfBonecodoMal

Com uma ideia nada original mas aceitável, ‘Boneco do Mal’ consegue assustar mas de uma forma bastante comum e previsível, até certo ponto.
O enredo se inicia com a chegada de Greta (Lauren Cohan), uma americana contratada como babá para trabalhar em uma pequena região isolada do Reino Unido. Ao chegar na casa de seus patrões, Greta descobre que precisará cuidar, não de uma criança mas de um boneco chamado Brahms, tido como um filho para o casal de idosos que a contratara, em substituição ao filho legítimo que havia morrido. Greta tem que seguir regras necessárias para o “bem estar” de Brahms. Isso faz surgir um mistério em torno da origem do boneco. Ela e o outro empregado dos donos da casa, Malcolm (Rupert Evans), tentam descobrir juntos qual o real segredo por trás do passado de Brahms.

boneco-do-mal

Talvez o publico fã de filmes de terror, após tantas produções fracas e sem fundamento, tenha ficado tão exigente de certo modo, a ponto de nunca aprovar uma produção do gênero como perfeita em todos os detalhes. Os filmes de terror atuais tem características bem incomuns. Alguns assustam demais, outros são apelativos demais e outros repletos de aspectos exagerados e com táticas de produção nada meticulosas. Filmes asiáticos e europeus estão sempre se destacando em razão do seu enredo peculiar e agradáveis ao telespectador, o que não vem acontecendo com as produções americanas. O filme ‘Boneco do Mal’ pode se encaixar nos termos “incompleto” e “repetitivo”, uma vez que não se conseguiu aproveitar o argumento para a materialização do filme, do jeito correto e responsável. O diretor William Brent Bell (o mesmo de ‘A Filha do Mal’) teve todas as ferramentas necessárias para tornar esta produção uma verdadeira obra prima, mas falhou no quesito originalidade, principalmente na parte final do filme.

Olá

O filme se mostra previsível, a começar pelo trailer. Muitas coisas podem ser presumidas, prejudicando o suspense da história. Varias falhas durante as sequencias de cenas podem ser notadas, como os vultos e sombras incompatíveis com o personagem. Outro erro foram as historias mal contadas pelo personagem Malcolm sobre a historia de Brahms, referentes aos pontos que não se conectam como a história da morte do menino verdadeiro.

THE BOY

As cenas finais são o ponto clímax de todo o roteiro e era exatamente o fator mais forte que poderia ter sido melhor desenvolvido. No final, a história partiu de um sobrenatural enganoso até se desdobrar em um enredo comparado a outros filmes clássicos de terror.

THE BOY

Lauren Cohan é conhecida pelas séries ‘Supernatural’, ‘The Vampire Daries’ e, a mais famosa, ‘The Walking Dead’. A atriz ganhou a oportunidade de ser a protagonista desta história assustadora. Contudo, mesmo com todo o potencial que ela tem, infelizmente, a industria cinematográfica ainda não lhe deu a oportunidade certa para encarar papeis mais sérios e dramáticos. É um grande desperdício de talento vê-la atuando apenas em produções do gênero terror.