SINOPSE

Homem de negócios é atormentado por uma conspiração criminosa durante um dia de sua rotina, entre o trabalho e sua casa.

FICHA TÉCNICA

Direção:

Jaume Collet-Serra

Roteiro:

Byron Willinger, Philip de Blasi

Gênero:

Ação, Suspense

Produção:

Elenco:

Liam Neeson, Vera Farmiga

Nacionalidade:

EUA

Ano de Produção:

2018

Data de Lançamento:

08/03/2018

Distribuição:

CALIFORNIA FILMES

CLASSIFICAÇÃO

Direção:

Roteiro:

Fotografia:

Trilha-Sonora:

Efeitos Visuais:

Efeitos Especiais:

Direção de Arte:

Elenco:

Montagem:

Figurino:

Maquiagem:

Muitos atores do mundo do cinema, geralmente possuem estilos próprios para atuarem em filmes de gênero especifico. Alguns atuam somente em filmes de gênero drama, outros só fazem comédia e alguns apenas filmes de ação. Entretanto, de vez em quando, alguns se arriscam em atuar em longas de gênero diversos, ou seja, alguns atores que fizeram fama com filmes dramáticos agora se arriscam em comédias, musicais, suspenses. Nem sempre dá certo e as vezes se torna até mesmo estranho sair de uma área em que se tornou conhecido para fazer algo novo, como é o caso dos artistas de filmes de ação que inventam de fazer drama.

É claro que um ator ou atriz de verdade consegue desempenhar qualquer papel em atenção a sua formação e experiência. E é exatamente o que está acontecendo com um desses veteranos com uma carreira meteórica de décadas mas que vem chamando a atenção, de um jeito diferente, há quase 10 anos, conquistando uma merecida e esplendida “segunda fama”. Este senhor se chama Liam Neeson.

Lian Neeson, famoso pelo papel que lhe deu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator de 1993 pelo filme “A Lista de Schindler” e que também marcou em outros filmes do gênero drama como “Michael Collins” e “Nell”, vem conquistando uma nova geração de fãs em razão de seus filmes de ação de conteúdo sério e sem se tratar de típicos filmes “clichê” que o público já se acostumou a odiar. Desde 2009, quando atuou no brilhante “Busca Implacável”, Neeson não parou mais de protagonizar bons filmes de ação, nos quais misturam o suspense com trama policial investigativa e que desperta um notável interesse e ansiedade de muitos fãs que chegam a contar os dias quando surge um novo filme de ação estrelado pelo ator.

O filme “O Passageiro” com certeza não é exceção em relação ao exposto acima.  Neeson, de 65 anos, nem aparenta ter tanta idade quando atua fazendo um personagem “duro na queda”. É o quarto filme dirigido pelo espanhol Jaume Collet-Serra e que tem Liam Neeson como protagonista, os outros foram: “Desconhecido”, “Sem Escalas” e “Noite sem fim”, cada um tão especial quanto o outro.

 

 

Em “O Passageiro”, Neeson faz um ex-policial que acaba perdendo o emprego de corretor de seguros, há cinco anos de sua aposentadoria. Sem recursos, com contas para pagar, um filho entrando em uma universidade particular, o personagem de Liam, chamado Michael Woolrich, utiliza o transporte ferroviário tanto na ida ao trabalho quanto na volta pra casa e no dia em que foi demitido recebe uma proposta estranha vinda de uma mulher  misteriosa (Vera Farmiga) que pode resolver todos os seus problemas financeiros e que diz respeito a encontrar um passageiro que não deveria estar naquele trem. Tal trabalho desencadeia uma busca frenética relacionada a outro crime ocorrido horas antes.

O filme foge de qualquer tradicionalismo em torno dos filmes de ação, trazendo muito mistério e efeitos completamente satisfatórios, apesar de simples, aos olhos do público. De fato, são fatores agradáveis que constroem a fama dos novos filmes de Liam Neeson.

Com certeza, o público aguarda novidades para os próximos anos na carreira deste grande ator que, aparentemente, ainda tem muita energia pra gastar.