É impressionante como a reputação de um artista pode tanto beneficiá-lo como prejudicá-lo. Se ele for visto como um bom artista, será elogiado até por trabalhos ruins. Se for visto como um mau artista, será criticado mesmo fazendo bons trabalhos. Zack Snyder se encaixa nessa segunda opção. Mas será que é justa essa reputação que o persegue?

Snyder não é um novato no cinema. Começou a carreira de diretor com o remake de ‘Madrugada dos Mortos’. O filme obteve ótimas críticas. Zack Snyder conseguiu dar ao público um excelente remake e ainda deixar a sua marca. Ele sempre teve o hábito de fazer grandes roteiros e consequentemente deixar a película extensa. No final o estúdio sempre opta por ‘secar’ o filme para exibi-lo no cinema.

‘300’ foi o segundo filme do diretor, agora em parceria com a Warner Bros. Aqui podemos sentir a pegada violenta do diretor e sua paixão por planos em câmera lenta. Algo presente na maioria de seus filmes. Toda essa ação fez o longa ser um sucesso de bilheteria e obter críticas mistas por parte da imprensa.

Em 2009 Snyder lança o melhor filme de sua carreira: ‘Watchmen’. A fantástica história de Alan Moore foi levada ao cinema de uma forma muito fiel e com um excelente elenco. Novamente, Snyder fez um filme com bem mais de três horas de duração, a Warner fez uma versão pro cinema com apenas 162 minutos. Em ‘Watchmen’ Snyder prova que sabe trabalhar com um grande elenco, uma história complexa e ainda entregar um ótimo trabalho.

watchmen-movie-image-2

Em 2011, um ano após fazer o excelente ‘A Lenda dos Guardiões’, Zack Snyder nos entrega o insano ‘Sucker Punch: Mundo Surreal’. Algo que ele mesmo declarou ser como um ‘Alice no país das Maravilhas com metralhadoras’. Este foi o primeiro trabalho escrito por ele, os outros eram remakes e adaptações de terceiros. Muito provavelmente foi aqui que a má fama de Zack Snyder começou. As críticas foram duras e houve até acusações de misoginia. O diretor se afogou no seu próprio estilo e criou algo insano e deslumbrante aos olhos, porém sem história e que não chega a lugar algum.

Mesmo com o estrondoso fracasso de ‘Sucker Punch: Mundo Surreal’, Christopher Nolan indicou e a DC Comics e a Warner chamaram Snyder para dirigir o reboot de Superman. O longa intitulado como ‘Homem de Aço’ se destacou pela diferença de seus antecessores e agradou parte da crítica especializada. Desde então Snyder tem dirigido a maioria das adaptações cinematográficas da DC Comics.

sucker-punch01

A maior crítica em relação ao Snyder é sobre o seu estilo exagerado, muita violência, um uso excessivo e abusivo de efeitos especiais e a famosa câmera lenta. Isso não faz dele um diretor ruim, apenas faz dele um diretor com um estilo próprio, ou seja, ele não dará certo em determinados filmes. Talvez o que o prejudique muito é a sua dificuldade em filtrar o filme para que haja uma única versão dele. Ou ele pode ter pulso firme e fazer como Tarantino, dividir um mesmo filme em duas partes.

É muito importante conhecer as principais obras de um determinado cineasta para poder bater o martelo e dizer se ele é ruim ou não. Muitos são ruins porque não conseguem encaixar seu próprio estilo em nenhuma produção. Outros são tão bons que encaixam seu estilo em qualquer produção. Zack Snyder não é tão fantástico quanto Christopher Nolan, mas não é tão ruim quanto Ed Wood. Ele se dá bem com adaptações de livros e quadrinhos. Principalmente quando se trata de guerras ou algo tão violento quanto. Quando for ver um filme dele não se deixe levar pelas críticas. Virou ‘cool’ criticá-lo. Afinal, nem todo mundo é tão ruim quanto sua reputação diz.