Um dos 9 grandes nomes dos indicados à Melhor figurino no Oscar desse ano é a biografia “Jackie”. Natalie Portman vive Jacqueline Kennedy que, inesperadamente, se torna viúva e precisa lidar com o trauma nos quatro dias posteriores ao assassinato de seu marido, o então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy.

A responsável pelo figurino do filme é Madeline Fontaine. A figurinista já ganhou um total de 6 prêmios, como o BAFTA Awards nesse ano pelo próprio “Jackie”, e o César Awards por “Eterno Amor”, em 2005, e por “Seraphine”, em 2009. Além desses grandes filmes, Madeline já trabalhou em “Yves Saint Laurent” e no clássico “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”.

Nesse novo filme, a figurinista teve uma grande responsabilidade, pois Jacqueline Kennedy foi um grande ícone da moda nos anos 60. A maioria das roupas de Jacqueline eram assinadas pelo francês Oleg Cassini, contando com mais de 300 peças, de vestidos a chapéus. Madeline conseguiu reproduzir fielmente as roupas, como o terninho rosa que ela usa no dia da morte de seu marido.

Para recriar o icônico terninho Chanel pink, da coleção Fall 1961, a figurinista conta que foram preparados à mão, cinco modelos iguais, incluindo uma ajuda da Maison francesa na escolha dos botões.

Créditos: Divulgação

O filme recria um interessante momento, quando Jackie se recusa a trocar sua roupa manchada de sangue do marido: “eles viram o que fizeram”.

Já o vestido vermelho, Jackie usou durante a entrevista a Charles Collingwood na Casa Branca. Ele era originalmente da Dior. Madeline e equipe procuram e acharam o tecido certo na cor certa, mas para isso tiveram que fazer alguns testes com a câmera.

Créditos: Divulgação

Madeline Fontaine também criou peças originais: um exemplo é o vestido amarelo que ela usa durante o concerto na Casa Branca, junto com luvas brancas e brincos de pérola.

Créditos: Divulgação

Natalie Portaman usou um total de 10 roupas, sem contar os looks que ela usa um após o outro enquanto bebe e vaga sozinha nos corredores da Casa Branca.

Créditos: Divulgação

Madeline pegou como referência as criações de Cassini.

Créditos: Divulgação

Muitas peças usadas no filme foram garimpadas em brechós e algumas foram cedidas por grandes marcas, como o vestido preto rendado Dior.

Créditos: Divulgação

Em entrevista ao Hollywood Reporter, a figurinista Madeline Fontaine disse: “espero não tenhamos traído essa memória”. Depois das 11 indicações à prêmios, Madeline não deve mais estar preocupada.