Poster

Dizer que o ‘Steve Jobs’ de 2013, protagonizado por Ashton Kutcher, é um desastre é um pouco forte demais. Mas não há dúvidas de que o filme não agradou. O longa trouxe a vida de um dos homens mais visionários que a Terra já abrigou, desde o tempo em que Jobs só tinha ideias até a concretização delas e sua saída da Apple.
Por mais que a produção de 2013 não tenha sido bem-sucedida, não seria conveniente que nova produção, dessa vez com Michael Fassbender como Steve Jobs, apresentasse a mesma história, trazendo a juventude de Jobs para as telonas, mesmo porque o longa protagonizado por Kutcher pouco trouxe do período de ascensão de Jobs.

29

No novo ‘Steve Jobs’, o ótimo Michael Fassbender interpreta o gênio da tecnologia, e sua grande atuação é incontestável. A história mostra os bastidores do lançamento de três produtos que marcaram época e a carreira de Jobs. Começa com o Macintosh, em 1984; segue para o lançamento de sua empresa NeXT doze anos depois e termina com o iMac em 1998. O filme se passa inteiramente dentro dos bastidores destes lançamentos, e se desenrola através disso. Uma jogada interessante do roteirista Aaron Sorkin, já que esse período da vida do visionário não tinha sido tão bem abordada no longa de 2013.

23

Porém, a forma como Danny Boyle levou a direção faz com que a trama se torne um pouco cansativa. O plano sequência utilizado nas cenas é bem feito, e corajoso, porém o modo de filmagem vem junto com longos diálogos e longos deslocamentos dos personagens, principalmente de Jobs, que o tempo todo está andando de um lado para o outro, evidenciando o plano sequência, mas cansando o espectador.

O ponto alto da produção é o elenco. Como já mencionado, Michael Fassbender interpreta Steve Jobs, pioneiro fundador da Apple, Kate Winslet interpreta Joanna Hoffman, então chefe de marketing do Macintosh. Steve Wozniak, um dos fundadores da Apple, é interpretado por Seth Rogen, Jeff Daniels interpreta John Sculley, então CEO da Apple, Michael Stuhlbarg interpreta Andy Hertzfeld, um dos membros da equipe de desenvolvimento do Apple Macintosh e Katherine Waterston interpreta Chrisann Brennan, ex-namorada de Steve Jobs.

19

As cenas de discussões entre Fassbender e Janiels são interessantes e bem exploradas, com destaque para a direção de arte e o processo de colorização que, durante os flashbacks, conseguiram construir bons efeitos para rejuvenescer os atores. Além disso, nestas cenas em particular, a direção de fotografia também foi responsável por trazer o efeito de envelhecimento dos atores. As posições de câmera também auxiliaram nesse processo.

15

‘Steve Jobs’ revela um criador difícil de se lidar, com uma auto confiança tão grande que o afastava de quem lhe queria bem. Um homem visionário, além do seu tempo, que criou inimizades por onde passava, mas também criou uma onda de admiração. Steve Jobs mudou a forma como se via a tecnologia até então, se atentou em detalhes que fazem a diferença, mas que poucos acreditavam fazer sentido.