Todo mundo já escutou – ou mesmo disse – algo do tipo: “Mas o livro é muito melhor do que o filme”. Tecnicamente isso é o mesmo que dizer que uma geleia de morango é melhor que pular de paraquedas, ou que a cor azul é melhor que beber cerveja. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. E o segredo está simplesmente na linguagem, no meio que o autor escolheu para criar sua obra.

Entretanto, a questão sobre o que é fiel à obra original ou não é uma abordagem pertinente, muito observada pelos fãs de livros quando estes ganham as telas de cinema. Muitas vezes cenas, falas e até mesmo personagens são inventados para dar dinâmica à obra cinematográfica, gerando verdadeira ira dos fãs.

Conheça alguns filmes que são adaptações nada fiéis aos livros que os originaram.

LARANJA MECÂNICA

Stanley Kubrick é conhecido por, além de fazer filmes icônicos, ter realizado com frequência adaptações para seu cinema. “Laranja Mecânica” é uma adaptação do livro de Burguess, e segundo o autor o filme é uma reinterpretação radical de seu próprio livro. O final do livro é mais explicativo, enquanto Kubrick preferiu deixar o final do filme mais enigmático. Nas telas, a violência é tão presente que chega a parecer o tema do filme, enquanto o livro possui maiores indagações a respeito do casamento entre estado e indivíduo.

5-adaptacoes-nada-fieis-aos-livros-1

O ILUMINADO

Ainda falando de Kubrick, outra adaptação que não passou desapercebida foi “O Iluminado”. Apesar do sucesso incontestável do filme, Stephen King odiou a adaptação, alegando que o filme teria pouco (ou mesmo nada) a ver com sua obra original; no filme há menos do universo fantástico explorado por King no livro, e a abordagem é focada no psicológico de um personagem que enlouquece devido a um grande período de isolamento.

5-adaptacoes-nada-fieis-aos-livros-2

UM ESTRANHO NO NINHO

O longa conquistou 5 Oscars, inclusive de roteiro. Porém, o autor do livro no qual o filme foi baseado, Ken Kesey, que a princípio participaria da adaptação para roteiro de seu livro, abandonou o projeto por não concordar com a escolha do elenco. Outra coisa que o decepcionou, foi a mudança no roteiro do ponto de vista do personagem principal. Originalmente, a historia no livro é narrada por Bromden, o índio surdo mudo.

5-adaptacoes-nada-fieis-aos-livros-3

FORREST GUMP

A obra de Winston Groom deu origem ao filme homônimo protagonizado por Tom Hanks. Groom ficou furioso com a forma como Hollywood tratou sua historia, omitindo pontos da trama e aplicando uma linguagem mais “suave” aos acontecimentos e a forma que eles são tratados no livro. O descontentamento do autor foi tamanho, que a briga chegou ao ponto de Groom processar os produtores do longa e com isso conseguiu 3% do lucro líquido com a receita do filme.

5-adaptacoes-nada-fieis-aos-livros-4

ORGULHO E PRECONCEITO E ZUMBIS

Baseado no livro “Orgulho e Preconceito”, de Jane Austen, o filme acrescenta zumbis a uma obra clássica que encanta leitores há mais de 200 anos. É evidente que isso gerou grande bafafá e muita contestação. Mas, o longa deve ser encarado mais como uma paródia do que qualquer outra coisa. Mesmo porque, o livro já tem grandes adaptações para as telas, incluindo o “Orgulho e Preconceito”, com Keira Knightley. Portanto, se for assistir, vá de coração aberto e preparado pra grandes lutas com os mortos vivos.

5-adaptacoes-nada-fieis-aos-livros-5