Ser nerd muitas vezes traz coisas positivas, mas saber muito sobre várias coisas pode estragar, por exemplo, uma ida ao cinema. Filmes estão longe de serem perfeitos, mas muitos dos erros que eles cometem passam despercebidos, mal sabem os diretores que muitos ficam de olho e conseguem pescar os pequenos detalhes.

Confira, agora, sete deles:

EN 1

1- No filme ‘Gravidade’ (2013) há uma cena em que a personagem de Sandra Bullock chora, e sua lágrima flutua pelo espaço, mas mal sabia Alfonso Cuarón que essa cena não poderia acontecer de forma alguma. Antes que vocês se assustem, é possível chorar no espaço sim, mas sua lágrima não sairia “flutuando” por aí. De acordo com o comandante da Estação Espacial Internacional, Chris Hadfield, a falta de gravidade não vai deixar sua lágrima cair, ela formará uma bolha de água cada vez maior ao redor do seu olho e você só conseguirá se livrar da lágrima se esperar ela evaporar ou se limpar com uma toalha.

Megan Fox is April O'Neil in TEENAGE MUTANT NINJA TURTLES, from Paramount Pictures.

2- Michael Bay também tem suas falhas e desta vez não envolve explosões, mas sim, tecnologia. Em uma das cenas de Megan Fox em ‘As Tartarugas Ninja’ (2014), ela invade um centro de pesquisa com uma câmera fotográfica que possui o símbolo Bluetooth. Bem, o curioso é que a cena em si se passa no ano de 1991, mas a tecnologia veio a ser desenvolvida apenas em 1994.

EN 3

3- ‘Jurassic Park’ (1993) é um clássico e marcou a infância de muito adulto por aí, mas mal sabem eles que os dinossauros dos filmes nem deveriam existir. O Dr. Hammond (Richard Attenborough), para criar os dinossauros, extrai o DNA de um dinossauro usando um mosquito, e é aí que vem a falha. A partir das antenas é possível observar que o mosquito utilizado é macho, sendo que apenas as fêmeas da espécie têm a capacidade de sugar sangue. Podia ser apenas esse erro, isso se o nome do filme não estivesse errado. Mas as espécies que aparecem no filme como o Tiranossauro, Velociraptor, Tricerátopo, Parassaurolofo e Galimimo fazem parte do período Cretáceo, e não do Jurássico.

EN 4

4- Como esquecer da clássica cena de Marty McFly (Michael J. Fox) tocando Johnny B. Goode no baile de formatura Encantamento no Fundo do Mar em ‘De Volta Para o Futuro’ (1985)? Mas, repararam na guitarra que Marty toca? Bem, aquela é a Gibson ES-355 vermelha, produzida entre 1959 e 1960. Não seria problema se a cena em questão não se passasse em 1955. Acho que não é só a música que vem do futuro.

EN 6

5- Filmes sobre a segunda guerra não poderiam ficar de fora, e quem resolveu aparecer por aqui foi: ‘Corações de Ferro’ (2014). Por tratar de um filme da Segunda Guerra Mundial, a ambientação está entre 1939 e 1945, mas durante uma conversa entre os personagens, eles citam a marca Tic Tac, criada apenas na década de 60.

EN 5

6- Caso você tenha um grande conhecimento em história e arqueologia, conseguiu pegar essa de primeira. Em ‘Django Livre’ (2012), na cena do Cleópatra Club, onde temos a aparição de Leonardo Di Caprio é possível observar o busto de Nefertiti, rainha da 18º dinastia do Antigo Egito, descoberto no ano de 1912. Detalhe, o filme é ambientado em 1858. Acho que foi o Marty.

EN 7

7- Sabemos o quanto a cronologia dos filmes do X-Men é confusa, mas como se já não bastasse isso, a Fox insiste em errar. Em ‘Dias de um Futuro Esquecido’ (2014), a cena final, com Magneto no estádio RFK, em Washington, ambientado para um jogo de beisebol, apresenta um pequeno detalhe. Problema é que no ano em que a cena se passa, 1973, não havia time de beisebol em Washington, apenas de futebol.