Quase todo mundo em algum momento desejou ser um super-herói imaginando como seria ser mais do que uma pessoa comum, “Shazam!” traz essa fantasia com a qual qualquer criança pode se relacionar, passando bem longe de outros filmes da DC como “Batman V Superman” (2016) e “Liga da Justiça” (2017).

Billy Batson (Asher Angel), é um garoto de 14 anos que vive na Filadélfia e foge de um lar adotivo após o outro, quando era pequeno, Billy se perdeu de sua mãe e desde então manteve o desejo de reencontra-la e para isso ele pode até ter cometido alguns pequenos delitos, o que o leva a um novo lar adotivo.

Na casa do casal Victor (Cooper Andrews) e Rosa Vasquez (Marta Milans), agora, além de Billy já tem outras 5 crianças com idades e personalidades diferentes, e Freddy (Jack Dylan Grazer), um garoto falante, sarcástico e fã de super-heróis, é quem dividirá o quarto com o novo integrante da família. Ao contrario de seu novo colega de quarto, Billy é reservado e não faz questão de criar laços com os integrantes de sua nova família, já que ele pretende em breve fugir mais uma vez, porém antes que ele consiga colocar seu plano de fuga em ação, Billy é transportado para uma caverna em outra dimensão.

O garoto é recebido pelo mago Shazam (Djimon Hounson), que durante anos esperou que alguém puro de coração fosse encontrado para ser seu campeão e aprisionar novamente os sete pecados capitais, após muitos anos de busca, desesperado e sem opções, ele acaba escolhendo Billy Batson como seu sucessor, e para que o garoto passe a possuir todos os poderes do mago basta ele dizer o seu nome, Shazam, que é uma sigla para a sabedoria de Salomão, a força de Hércules, a resistência de Atlas, o poder de Zeus, a coragem de Aquiles e a velocidade de Mercúrio.

Imediatamente Billy passa de um garoto de 14 anos para um adulto usando uma roupa clássica de super-herói, então interpretado por Zachary Levi, e recorre a Freddy para ajudá-lo a explorar todas as vantagens da sua nova condição, até ser confrontado pelo arrogante Dr. Thaddeus Sivana (Mark Strong) que está em posse dos sete pecados capitais e em busca dos novos poderes de Billy.

Zachary Levi  é uma perfeita criança no corpo de um adulto, ele consegue transmitir uma inocência e empolgação que convencem sem grandes problemas, porém, Billy não é uma criança, é um adolescente emburrado e é claro que é compreensível a excitação, afinal de contas ele acabara de se transformar em um ser superpoderoso, contudo, seria interessante ver uma sincronia maior entre os dois Billy Batson, parece que o mago economizou na sabedoria de Salomão.

O Billy de Asher é muito mais contido e fica a cargo dele os momentos em que o drama aparece, e ele o faz bem, assim como Jack Dylan Grazer que forma uma boa dupla com Levi, eles se complementam sem esforço. Mark Strong como o vilão, é um ótimo contraste com o herói de Levi, ele é intenso e obstinado mesmo quando é ignorado pelo seu rival que ainda não pegou muito bem como funciona todo esse negócio de lutar pelo futuro da humanidade.

Apesar de as vezes parecer ser um pouco demais, o longa tem um equilíbrio cômico que funciona, as referências a outros heróis, como Batman, Superman e até mesmo Rocky, um herói da Filadélfia, assim como Shazam, são muitas, mas são trazidas de maneira divertida, assim como os clichês presentes em filmes de heróis, mesmo com todos os excessos o filme não se torna cansativo.

Muito mais do que a eterna luta pelo destino do mundo, dividido entre o bem e o mal, o filme é sobre poder escolher a família com a qual se quer estar, tanto Billy quanto Sivana foram crianças que carregaram por muito tempo um sentimento de rejeição e precisam sentir que pertencem a algum lugar. As cenas de ação no final não são o foco, mas uma forma de fazer com que a trama caminhe até seu destino final que é a formação de uma família.

Shazam! é divertido e irreverente, quando qualquer indício de que o filme tem a pretensão de se levar a sério aparece, ele é logo eliminado com um alivio cômico, e isso não é necessariamente um problema, o longa cumpre muito bem sua função como entretenimento, é a expressão de um sonho de muitas crianças. Ah, e para você não ficar se perguntando a hora certa de ir embora do cinema, já aviso que o filme tem duas cenas pós créditos.

Em dezembro entrevistamos o ator Zachary Levi, durante nossa cobertura da CCXP 18 que teve o apoio da Trigg. Será que o herói ficará popular o suficiente para receber a sua versão de cartão de crédito da empresa? Baixe o aplicativo e peça já o seu, entre as opções do Batman, Superman e Mulher-Maravilha!