03 copy

Dirigido por Richard Linklater, o primeiro de uma trilogia fantástica, seguida por “Antes do Pôr do Sol” (2004) e “Antes da Meia Noite” (2013), tem a brilhante capacidade de fazer até mesmo aqueles que não gostam de romance, se apaixonarem. E nos perguntamos o pôrque disso.

Talvez esteja na história, na decisão inesperada do início, na beleza, ou na intelectualidade ou na química entre os atores. Os diálogos deles, durante o filme, envolve o espectador de uma maneira linda. O que tinha tudo para ser um desastre, acaba sendo o ponto alto do filme – as conversas acontecem de uma maneira linda.
Quando desembarcam em Viena, parecem amigos de longa data, conhecendo lugares e pessoas, sempre conversando. A química entre eles, é bem retratada desde o primeiro diálogo. O que pela maioria dos filmes, poderia ser algo clichê e falso, na obra cada detalhe (olhar, beijo, conversa…) tem uma qualidade própria, algo único. O encantador, acaba sendo também o final. Sem spoilers, mas nos encanta, e nos deixa com o gostinho de quero mais. Que pela nossa felicidade, já está disponível para assistir. Inspirado em uma história real, pelo próprio diretor, é uma obra que nos deixa pensando depois, o que é o amor e o real significado de viver. Um filme que se aproxima o mais perto possível, do que são pessoas se apaixonando, simplesmente imperdível.

Por Camila Bonfim.