John Ostrander, criador das histórias em quadrinho do ‘Esquadrão Suicida’, vai lançar nesta semana uma edição limitada em que a equipe terá que salvar um senador condenado por crimes de guerra. Aproveitando a ocasião, o Heat Vision conversou com ele sobre a adaptação da sua criação para os cinemas e ele apenas adorou a atuação de Viola Davis.

Segundo ele, desde o momento que viu a atriz no trailer ficou impressionado como ela pareceu Amanda Waller: “quando eu vi o trailer e ela estava lá, meu deus, ela parecia com ela, falava como ela e tinha a atitude. Algumas daquelas linhas foram tiradas direto dos quadrinhos, e eu fiquei realmente feliz. Então eu vi o filme e eu fiquei muito feliz, porque ela acertou em cheio. Eu, inclusive, tive a chance de conhecê-la, dizer oi e falar como eu adorei sua performance”.

Sabe-se, porém, que as críticas ao longa estrelado por Will Smith e Margot Robbie não foram tão positivas e o criador mesmo tem suas ressalvas. Ostrander acredita que é normal ter comentários negativas, mas que não é justo os críticos chegarem já com um conceito do que ele deve ser antes de vê-lo, porque estão cansados de ver longas com heróis, por exemplo.

“Existem fãs que não gostaram [do filme] e está tudo bem, eles estão certos em ter suas opiniões mesmo se eles estiverem enganados. Eu sei que a bilheteria não é parâmetro para o que é bom ou ruim, mas você precisa considerar quanto dinheiro o Esquadrão fez até agora. Eu acho que se saiu muito bem”, disse John Ostrander.