Em dezembro do ano passado, a organização do Festival de Berlim 2018 anunciou que três longas-metragens brasileiros estavam concorrendo na Mostra Panorama. Agora é a vez dos curtas-metragens: três obras brasileiras foram selecionadas para Berlinale Shorts, são elas:

“Alma Bandida” de Marco Antônio Pereira

A paixão grita alto pelas ruas da cidade quando um cantor de folk decide demonstrar seu amor pela namorada através de um presente um pouco acima de seu poder aquisitivo. Mas os encontros e desencontros entre os dois o lançaram em uma espiral de incertezas sobre si mesmo.

“Terremoto Santo” de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

Aspectos sociais, econômicos e estéticos da música evangélica produzida e realizada por uma jovem geração de pregadores, cantores e compositores que vivem na área rural de Pernambuco, no Nordeste do país.

“Russa” de Ricardo Alves Jr. e João Salaviza (também de nacionalidade portuguesa)

Russa volta ao Bairro do Aleixo no Porto, visitando a irmã e os amigos com quem celebra o aniversário do filho. Neste breve encontro, Russa regressa à memória coletiva do bairro onde três das cinco torres ainda se mantêm de pé.

Além deles as seguintes obras foram confirmadas:

“After/Life” de Puck Lo (EUA)

“And What Is the Summer Saying” de Payal Kapadia (Índia)

“Babylon” de Keith Deligero (Filipinas)

“Besida” de Chuko Esiri (Nigéria – fora da competição)

“Blau” de David Jansen (Alemanha)

“Burkina Brandenburg Komplex” de Ulu Braun (Alemanha)

“Circle” de Jayisha Patel (Inglaterra, Índia e Canadá)

“City of Tales” de Arash Nassiri (França)

“Coyote” de Lorenz Wunderle (Suíça)

“Imfura” de Samuel Ishimwe (Suíça e Ruanda)

“Imperial Valley (Cultivated Run-Off)” de Lukas Marxt (Alemanha e Áustria)

“Des Jeunes Filles Disparaissent” de Clément Pinteaux (França)

“Madness” de João Viana (Moçambique, Guiné-Bissau, Qatar, Portugal e França)

“The Men Behind the Wall” de Ines Moldavsky (Israel)

“Onde o Verão Vai (Episódios da Juventude)” de David Pinheiro Vicente (Portugal)

“The Shadow of Utopia” de Antoinette Zwirchmayr (Áustria – fora da competição)

“Solar Walk” de Réka Bucsi (Dinamarca)

“Le Tigre de Tasmanie” de Vergine Keaton (França)

“T.R.A.P.” de Manque La Banca (Argentina)

“While I Yet Live” de Maris Curran (EUA)

“Wishing Well” de Sylvia Schedelbauer (Alemanha)

O evento que irá acontecer entre os dias 15 e 25 de fevereiro na Alemanha.