Sabe aqueles filmes que mexem com áreas inóspitas do nosso cérebro, causando a sensação de inquietude ao ver os créditos do longa, e a cada cena deixam o espectador ainda mais intrigado e buscando por respostas? Esses filmes nos tiram da zona de conforto e costumam ter uma relação muito subjetiva com os espectadores.

Alguns diretores se consagraram, e até encaram desafios ao construírem histórias que fogem do senso comum, que nos fazem clamar por respostas, mudando nossos conceitos. Sendo assim, produzem filmes que muitas pessoas não compreendem e, os que captam a mensagem, em geral, divergem entre si. São dadas, então, diferentes interpretações para o mesmo fim.

LEONARDO DiCAPRIO as Cobb in Warner Bros. PicturesÕ and Legendary PicturesÕ sci-fi action film ÒINCEPTION,Ó a Warner Bros. Pictures release.

Leonardo DiCaprio em cena de ‘A Origem’, lançado em 2010, dirigido por Christopher Nolan

Um dos filmes mais clássicos e mais perturbadores, sem dúvidas, é ‘A Origem’, de 2010, dirigido por Christopher Nolan. Na verdade, o diretor é conhecido por sua fama de “embaralhar” a cabeça do público, com roteiros bem elaborados e confusos. No longa, Dom Cobb (Leonardo DiCaprio) é um ladrão especializado em extrair informações do inconsciente dos seus alvos durante o sonho. Incapaz de visitar seus filhos, Cobb tem a chance de vê-los em troca de um último trabalho: inserir a origem de uma ideia na mente de um rival de seu cliente e viver uma nova vida.

A história foi originalmente concebida como um filme de ação, inspirado nos conceitos de sonhos lúcidos e incubação de sonhos. Mas, não satisfeito, Nolan trabalhou ainda mais pesado no roteiro e adquiriu experiência em filmes de grande orçamento, optando por aprimorar o roteiro do longa antes que a Warner o comprasse. Resultado: Nolan conseguiu “bugar” a cabeça dos espectadores a ponto de deixá-los completamente pensativos e com a possibilidade de escolher qual final seria mais digno para o longa. Se você encontrou, por favor, comente aí embaixo!

Donnie_Darko_CinedeProsa‘Donnie Darko’ tem uma história muito confusa e intrigante

Agora, quem nunca se questionou sobre o filme ‘Donnie Darko’, de 2001? Onde um coelho macabro e imaginário pode gerar várias imagens em nossas cabeças? O longa aborda com maestria os diversos conflitos existentes em nossa mente. O protagonista que dá nome ao longa (vivido por Jake Gyllenhaal) é um jovem genial, porém extremamente confuso e sem o menor talento para socialização. Donnie não é dos mais populares no Ensino Médio e vive recluso.

Após a turbina de um avião cair no seu quarto e ele se livrar da morte graças ao chamado de um coelho gigante sinistro – obra da mente perturbada de Donnie -, o jovem passa a ter experiências sinistras e é incitado a espalhar o caos pela cidade onde vive. Com roteiro complexo e cheio de quebra-cabeças, o longa do diretor Richard Kelly gera interpretações diversas em quem o vê. É o tipo de filme que é necessário ser assistido diversas vezes e, ainda sim, alguns elementos passarão despercebidos.

Vanilla_Sky_tranversosEm ‘Vanilla Sky, os casal principal tenta ficar junto em meio a um roteiro perturbador

Assim como os dois filmes citados acima, outro que gera confusão na cabeça das pessoas é o filme ‘Vanilla Sky’, lançado em 2001. Aparentemente, o longa parece uma história boba de um casal que se conhece e vive uma aventura conturbada, mas vai além disso.

A adaptação do diretor Cameron Crowe do longa espanhol ‘Abre los Ojos’.mostra um roteiro cheio de referências à cultura pop e torna-se assustador, de tão bom. O longa conta a história de David Aimes (Tom Cruise), um playboy herdeiro de um conglomerado do ramo das Comunicações em Nova York. Aimes é o típico bon vivant, dirige seu carro esportivo e é sempre visto na companhia de belas mulheres. Uma delas é Julie (Cameron Diaz), que não aceita o cargo de apenas mais uma para o playboy e, num ato de loucura, decide acabar com a vida de ambos ao provocar um acidente automobilístico. Julie morre,ele sobrevive, mas tem seu rosto completamente desfigurado. O rapaz conhece Sophia (Penélope Cruz), mas não sabe como se aproximar dela de uma forma correta. Ele tenta reconstruir sua aparência, mas em meio a crises assustadoras de paranoia, ele já não sabe mais o que é real e o que é fantasia. Filme confuso, mas interessante!

Clube_da_Luta_Uama dose de cinemaBrad Pitt e Edward Norton são muito amigos em ‘Clube da Luta’, de 1999

 

Queridinho de 10 entre 10 apreciadores da sétima arte, ‘Clube da Luta’, de 1999, é um filme muito sinistro. Sim, sinistro, pois é impossível imaginar que alguém poderia escrever um roteiro tão bom quanto o desse filme. Baseado no romance homônimo escrito por Chuck Palahniuk, o longa é considerado atual.

‘Clube da Luta’ conta a história de um pacato funcionário de uma empresa de seguros (Edward Norton) que vê sua vida entrar em parafuso após conhecer o carismático Tyler Durden (Brad Pitt), um misterioso vendedor de sabão. O apartamento do personagem vivido por Norton explode misteriosamente e o cara se muda para a casa do novo amigo.Juntos, os caras criam um clube secreto de luta, onde o objetivo principal é se libertar de todo o estresse provocado pelo dia-a-dia massante do capitalismo, enchendo os outros de sopapos. Ao longo do filme, o simples clube ganha mais membros e mais complexidade e o grande alvo vira o sistema em si. Nada é o que parece. Tudo é confuso nesse clássico. Portanto, veja ao menos 10 vezes para entendê-lo completamente.

Ilha_do_medo_Cinemacao

Leonardo DiCaprio e Mark Ruffalo são parceiros em ‘Ilha do Medo’, de 2010

 

Conhecido por roteiros mais sérios, Martin Scorsese também não fica para trás com sua versão de ‘Ilha do Medo’, de 2010. Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) investiga o desaparecimento de um paciente no Shutter Island Ashecliffe Hospital, em Boston. No local, ele descobre que os médicos realizam experiências radicais com os pacientes, envolvendo métodos ilegais e antiéticos. Teddy tenta buscar mais informações, mas enfrenta a resistência dos médicos em lhe fornecer os arquivos que possam permitir que o caso seja aberto. Quando um furacão deixa a ilha sem comunicação, diversos prisioneiros conseguem escapar e tornam a situação ainda mais perigosa.

Esse longa é um dos melhores suspenses do gênero psicológico lançado até hoje. Toda a trama prende e dá a sensação de confusão ao se perguntar quem realmente é quem na história. O desfecho é excelente e a trilha sonora aliada à fotografia cinzenta e ao ambiente misterioso torna o filme um thriller impecável.

a-pele-que-habito2Antonio Banderas é um médico sádico no chocante ‘Pele Em Que Habito’, de 2011

Existem outros filmes com o mesmo poder que estes acima, como ‘Os Doze Macacos’ (1995), ‘Magnólia’ (1999), ‘Requiém Para Um Sonho’ (2000), ‘Quero Ser John Malkovich’ (1999), ‘Amnésia’ (2000), ‘Oldboy’ (2003), ‘Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças’ (2004), ‘Sr. Ninguém’ (2009), ‘A Pele Que Habito’ (2011), ‘Interestelar ‘ (2014),‘O Homem Duplicado’ (2014), dentre outros.

E o que fazer quando a mente “trava”? Primeiro de tudo, pense que não é só você quem está na mesma situação. Segunda coisa, busque conversar com pessoas que assistiram ao filme e troque experiências e tente chegar a uma conclusão. Se, de tudo, você ainda não conseguir entender o que se passou no filme, aconselho que reveja e tente assisti-lo com outro olhar, talvez menos compromissado. Vai ser muito legal!