A partir do dia 27 de abril, até o dia 29 do mesmo mês, o Espaço Cultural Porto Seguro irá realizar a mostra de cinema “A Era de Ouro de Hollywood”.

Com dois filmes por dia, a mostra fará exibição dos filmes da Era de Ouro de Hollywood que vai do ano de 1920 até 1960, contando com filmes de grande relevância para a história do cinema e títulos que marcaram a carreira de grande atores e diretores americanos.

Confira a programação abaixo.

Dia 27, quinta-feira

18h: “O Circo”, de Charles Chaplin (1928)

20h: “Bonequinha de Luxo”, de Blake Edwards (1961)

Dia 28, sexta-feira

18h: “O Picolino”, de Mark Sandrich (1935)

20h: “Casablanca”, de Michael Curtiz (1942)

Dia 29, sábado

18h: “Janela Indiscreta”, de Alfred Hitchcock (1954)

20h: “Se Meu Apartamento Falasse”, de Billy Wilder (1960)

A mostra é gratuita, e o ingresso deve ser retirado com uma hora de antecedência. O Espaço Cultural Porto Seguro se localiza em São Paulo, na Alameda Barão de Piracicaba, 610 – Campos Elíseos. Evento sujeito à lotação.

Sinopses.

“O Circo”: Charles Chaplin é um vagabundo que, fugindo da polícia por ser confundido com um ladrão de carteiras, acaba em um circo. Sem querer, torna-se atração da casa, e revolta-se com a exploração do dono do lugar. A comédia muda rendeu a Chaplin o oscar honorário, por ter escrito, dirigido e atuado no filme.

“Bonequinha de Luxo”: Holly Golightly é uma garota de programa cuja vida gira em torno do sonho de casar com algum milionário e trabalhar como atriz de Hollywood. Esses ideais de vida entram em jogo quando Holly conhece o vizinho Paul Varjak, um escritor por quem se apaixona. O filme ganhou dois prêmios Oscar e cinco troféus do Grammy.

“O Picolino”: Em uma viagem a Londres, o dançarino Jerry Travers conhece Dale Tremont, por quem se apaixona. Por um engano, porém, Dale acredita que Jerry é o marido de sua melhor amiga, gerando uma grande confusão. O filme recebeu quatro indicações ao Oscar de 1936.

“Casablanca”: Na cidade de Casablanca, colônia francesa dentro do Marrocos, Rick Blaine dirige uma casa noturna onde se contrabandeiam vistos para os Estados Unidos. Sua vida chega a um impasse quando uma grande amante do passado ressurge em sua vida acompanhada de seu marido, que viaja em uma missão especial. Oscar de melhor filme em 1943.

“Janela Indiscreta”: Enquanto repousava em casa, após ter quebrado a perna em um acidente, o fotógrafo L. B. Jefferies vê pela janela de seu apartamento o que ele acredita ser um crime passional cometido por um vizinho. O filme venceu diversos prêmios pelo mundo e recebeu quatro indicações ao Oscar de 1955.

“Se Meu Apartamento Falasse”: Para conquistar ascensão profissional, C.C. Baxter resolve emprestar o seu apartamento para os casos extraconjugais de seus superiores. Tudo sai do controle, entretanto, quando Baxter se apaixona por uma das amantes de seus chefes. O filme foi indicado a dez categorias do Oscar de 1961, vencendo cinco prêmios (incluindo melhor filme).