Ninguém sabe ao certo onde esta criança nasceu, os relatos mais antigos nos levam ao século passado, mais precisamente ao final dos anos 30 e começo dos anos 40. Mas só em 1955 com “Rock Around the Clock” de Bill Haley, o rock chegou ao topo das paradas. De lá pra cá muita coisa mudou, o rock mudou, mas ele é e sempre será sinônimo de música jovem, rebelde e transgressora. Afinal de contas, o rock n’ roll nasceu para incomodar.

No dia mundial do rock, o Pipoca De Pimenta optou por uma abordagem diferente do tema, não faremos listas com filmes que contam com estrelas do rock no elenco, ou aqueles longas que abordam o gênero em si (Rock ‘Star’, ‘Quase Famosos’, ‘Spinal Tap’, etc…), falaremos da mais profunda mudança social que o rock trouxe contigo: a rebeldia.

American singer-songwriter Bob Dylan,left, is joined onstage by Rolling Stones guitarist Keith Richards during Live Aid famine relief concert at JFK Stadium in Philadelphia.Bob Dylan e Keith Richards durante o Live Aid no JFK Stadium na Filadélfia.

Abordar tal tema pode ser uma faca de dois gumes, pois a tal rebeldia está sempre ligada à comportamentos pouco ortodoxos e em alguns casos até autodestrutivos – como veremos abaixo.

Mas ser jovem e ser rebelde é muito mais do que isso. É ser questionador, é ser um veículo de mudança. De tempos em tempos movimentos juvenis mudaram o panorama do nosso planeta, sempre ao som do bom e jovem rock n’ roll. Ou você questiona o poder de transformação social de movimentos como o Hippie, o Punk e o Grunge?

E foi graças a uma causa humanitária que o rock ganhou o seu próprio dia. No Dia 13 de Junho de 1985, o Live Aid – festival simultâneo que rolou em Londres e na Filadélfia – reuniu os maiores artistas da época com um nobre propósito: arrecadar fundos em prol dos famintos na Etiópia. Nada é mais rebelde do que ajudar quem precisa!

Left to right: Bono of U2, Paul McCartney, and Freddy Mercury of Queen, during the finale. Bono, Paul McCartney e Freddy Mercury, durante a apresentação final do Live Aid em Londres

Entre acertos e tropeços nós jovens somos incumbidos de ditar o ritmo do próximo tempo. Mas o quê podemos esperar do futuro? O quê mudou de lá pra cá? O quê ainda é atual? O quê é jovem e rebelde?

Por diversas vezes o cinema levantou estas questões e alguns filmes se tornaram a síntese da juventude de seu tempo. Então confira estes cinco filmes que são jovens, rebeldes e rock n’ roll.

Juventude Transviada (1955)

Estrelado pelo eterno James Dean, ‘Juventude Transviada’ respira rock n’ roll. Embora o longa retrate a realidade dos jovens daquela época, é notório que os temas abordados transcendem até os dias de hoje. Um filmaço que trás discussões importantes como a superficialidade na relação entre pais e filhos e os desmembramentos caóticos que isso pode trazer. E vale ressaltar que Dean é o “bad boy” número 1 do cinema.

especial-dia-mundial-do-rock-rock-rebeldia-e-cinema-3

Eu, Cristiane F, 13 anos, Drogada e Prostituída (1981)

Baseado no livro homônimo e autobiográfico, ‘Eu Cristiane F, 13 anos, Drogada e Prostituída’ é um filme pesado que aborda uma trágica realidade. Ambientado na Alemanha dos anos 70, o filme narra a saga de Cristiane, uma jovem que tinha o sonho de conhecer a “Sound”, uma badalada discoteca da época. Após realizar seu sonho, Cristiane se envolve com drogas passando por vários estágios, indo do álcool a heroína em um piscar de olhos. O filme trata da degradação física e moral dos toxicodependentes. Além de ser um triste retrato da juventude alemã da época.

especial-dia-mundial-do-rock-rock-rebeldia-e-cinema-4

Clube dos Cinco (1985)

Ninguém traduziu a juventude dos anos 80 com tanta maestria como John Hughes. ‘Clube dos Cinco’ desconstrói os esteriótipos de jovens da época, mais que isso, expõe seus dramas, suas incertezas e muitos dos temas abordados são atuais até hoje. No longa, cinco jovens estão detendo no colégio por praticarem pequenos delitos. Conforme o dia vai passando eles tiram suas máscaras e criam uma relação de amizade e respeito. O mais interessante neste filme é a mensagem positiva que ele passa para o espectador.

especial-dia-mundial-do-rock-rock-rebeldia-e-cinema-5

Diário de um Adolescente (1995)

Estrelado por Leonardo DiCaprio, ‘Diário de um Adolescente’ é uma espécie de versão masculina de ‘Cristiane F’. O longa narra a degradação do jovem e promissor jogador de basquete – e brilhante poeta – Jim Carroll, que acaba se envolvendo com o submundo da prostituição e drogas. Entretanto, diferente do filme anterior, aqui é possível vislumbrar uma história de superação. Uma história real indispensável para todo adolescente.

especial-dia-mundial-do-rock-rock-rebeldia-e-cinema-6

KIDS (1994)

Dirigido por Gus Van Sant, o longa se passa na Nova York dos anos 90 e narra um dia da vida de um jovem skatista que está a procura de virgens e drogas, e de uma garota que só transou uma vez na vida mas é soropositivo. Diferente dos demais filmes ‘KIDS’, traz outro tema crucial para a juventude: as DST’s. E fica o recado para os papais, quando seus herdeiros tiverem idade o suficiente para entender o filme, vale dividir esta obra com eles.

especial-dia-mundial-do-rock-rock-rebeldia-e-cinema-7

Dia 13 de Julho é o dia mundial do rock porque alguns dos maiores artistas da época se juntaram para fazer algo que realmente fizesse a diferença, mudasse o mundo. Ser rocker é ser questionador, este é o recado do Pipoca De Pimenta para as próximas gerações de músicos,  cinéfilos e mentes criativas.