SINOPSE

Henry “Hank” Pym, ainda sem o codinome Homem-Formiga, foi apresentado nos quadrinhos em janeiro de 1962, em nº 27. Seus testes com um soro que diminui objetos segue o clássico roteiro de cientistas arrojados, e depois de testar a fórmula em alguns objetos e ser motivo de piada na comunidade científica, Hank experimenta o soro em si mesmo. Incapaz de alcançar o líquido de volta para aumentar seu tamanho, ele recebe a ajuda de uma formiga – depois ficaria estabelecido nos gibis que o Homem-Formiga mantém uma conexão que permite controlar e se comunicar com qualquer inseto não somente com formigas.

Imagem1

As vendas de Tales to Astonish nº27, foram tão boas que Stan Lee decidiu transformar Hank Pym em super-herói, oito edições depois, na história “The Return of the Ant-Man” em Tales to Astonish nº35, em setembro de 1962. Um ano depois, Pym e sua namorada e assistente de laboratório, Janet Van Dyne (introduzida em junho de 1963), estariam entre os fundadores dos Vingadores em Avengers nº1.

Imagem2

Ainda nos anos 1960, ao usar as Partículas Pym para aumentar de tamanho, Hank adota o codinome Gigante e, depois, Golias. Anos depois, um flashback nas histórias dos Vingadores contaria que Hank adotou essa persona gigantesca porque sofria de complexo de inferioridade ao lado de heróis superpoderosos como Homem de Ferro e Thor. Ao lado de Janet, que usa o codinome Vespa, Gigante forma uma dupla para combater o crime quando não atua nos Vingadores.
Um dos maiores feitos de Hank Pym – uma das mentes mais brilhantes do Universo Marvel – foi criar uma inteligência artificial que se transformaria no vilão Ultron.

Imagem3

Apresentado na HQ Avengers nº54, de 1968, Ultron ganhou consciência mesmo antes de ser ligado por Pym, e imediatamente fez uma lavagem cerebral em seu criador para que o humano esquecesse que é o pai do que seria um temido vilão.

Imagem5

Scott Lang, o segundo Homem-Formiga, que protagoniza agora o filme solo do herói, aconteceu em março de 1979 na série dos Vingadores. Ele aparece como um eletricista no QG dos Vingadores. O acesso de Lang à mansão resultaria, um mês depois, na HQ Marvel Premiere nº47, na sua primeira história de fato como Homem-Formiga.
A HQ que explica quem é Scott Lang saiu em abril de 1979, em Marvel Premiere nº47, na história To Steal an Ant-Man!, o ex-criminoso Scott Lang usa sua posição de eletricista no QG dos Vingadores para roubar a tecnologia do Homem-Formiga, com ela Lang pretende resgatar a Doutora Erica Sondheim, única médica capaz de salvar a vida da filha de Lang, Cassie, que sofre de uma doença congênita no coração. Erica havia sido raptada pelo milionário empresário Darren Cross, que sofre da mesma doença de Lang. Apresentado nessa HQ de 1979, Darren Cross foi combinado no cinema com o Jaqueta Amarela para ser o vilão do filme do Homem-Formiga.

homem-formiga-critica-freakpop-marvel-

O Homem Formiga é o segundo filme da Marvel neste ano de 2015, o elenco conta com atores de peso como: Paul Rudd, Evangeline Lilly, Corey Stoll, Bobby Cannavale, Michael Peña, Tip “T.I.” Harris, Wood Harris, Judy Greer, David Dastmalchian e Michael Douglas como Dr. Hank Pym.

homem-formiga-critica-freakpop-marvel-5

O filme conta com cenas de ação que não deixam a desejar para os outros filmes do universo Marvel, além de um toque de humor que cabe perfeitamente entre as cenas de maior tensão.
Os personagens estão bem construídos e, apesar de suas historias serem contadas de forma resumida, isso não subtrai nem um pouco da qualidade do filme. Os efeitos sonoros acompanham muito bem os efeitos visuais, especialmente em cenas que são protagonizadas por formigas, em cenas em que o herói diminui seu tamanho e retorna ao tamanho normal é possível perceber claramente a qualidade dos efeitos sonoros e visuais.

maxresdefault

O roteiro construído por Edgar Wright, Joe Cornish, Adam McKay e Paul Rudd é típico de filmes da Marvel, com muitas cenas de luta e uma trama simples. Enfim, no geral é um filme que pode ser assistido com um olhar simplificado, pois vai divertir tanto os amantes de quadrinhos quanto os que gostam de filmes de ação.

Por Ulisses Bastos.