InvasãoZumbi

De um modo geral, o cinema de terror asiático sempre é cheio de surpresas. Filmes sobre fantasmas tem um público certo e que adora prestigiar filmes assim. Geralmente, os filmes japoneses e tailandeses conseguem inovar para conquistar o público. Agora, se tratando de filmes sobre zumbis, geralmente, o público fã do gênero já está acostumado com series e filmes norte-americanos que vem gerando um grande descontentamento do público, devido à falta de criatividade dos diretores. Tais filmes, em quase sua totalidade e apesar do gênero terror, são mais voltados à ação e aventura do que ao terror propriamente dito.

Em ‘Invasão Zumbi’, quando lançado, despertou um certo receio do público, a começar pelo título, exatamente por lembrar os filmes americanos tipo B, os quais não eram nada bons. Contudo, ao terminar de assistir ao referido filme, o público sentiu a verdadeira diferença entre os filmes tradicionais, sem falar que ‘Invasão Zumbi’ tem tudo o que o público jamais viu em filmes sobre zumbis.

O enredo diz respeito a um grupo de passageiros de um trem que se depara com um cenário apocalíptico onde as pessoas, por alguma razão, estão se transformando em seres canibais que ameaçam aqueles que ainda não estão infectados. O roteiro tem como personagem principal, um jovem executivo que tenta viajar com sua filha de 11 anos e que também, de alguma maneira, está ligado ao problema que ameaça a humanidade.

InvasãoZumbi1

Crédito: Divulgação

Fazendo um balanço do que o filme tem de melhor, se faz necessário considerar os pontos totalmente relevantes. Primeiramente, trata-se de um filme sul-coreano, sendo o diretor, Yeon Sang-ho, responsável por interessantes animações, inclusive uma sobre zumbis, chamado ‘Seoul Station’. Em ‘Invasão Zumbi’, o diretor estabeleceu parâmetros bem peculiares que não apenas são inéditos como também vão contra os modelos padrões encontrados em diversos filmes sobre zumbis.

Sobre essas diversificações destacam-se:

1o – A incerteza de ser um filme sobre “zumbis”.
Como se mostrou na produção, não se pode ter certeza se o enredo diz respeito a um filme sobre zumbis como por exemplo, ‘Madrugada dos Mortos’, ou sobre meros “infectados”, como se pôde constatar em outros filmes como ‘Guerra Mundial Z’ e ‘Extermínio’.

2o – O diretor como defensor dos “zumbis”!!!???
Considerando ainda o primeiro ponto acima, a dúvida sobre a natureza das pessoas infectadas, diz respeito a forma que se movem, rapidamente diferente do tradicional visto na maioria dos filmes sobre zumbis, onde os mesmos andam de forma lenta. Outro ponto que deixa o filme mais misterioso é o fato de que não se pode perceber se os “zumbis” do filme realmente morrem, apesar de assistir momentos em que os sobreviventes conseguem espancá-los e até quebrar pescoços, mas, incrivelmente, o telespectador não pode constatar como os “zumbis” do filme, de fato, podem ser mortos, ou seja, se apenas destruindo o cérebro como nos filmes tradicionais ou danificando outros pontos vitais como nos filmes sobre meros infectados.

InvasãoZumbi2

Crédito: Divulgação

3o – Nenhum tiro é disparado!
Este é um dos pouquíssimos filmes de terror onde se observa, praticamente, que nenhum disparo de arma de fogo é feito. Os sobreviventes do filme geralmente se defendem com tacos e outros objetos.

4o – O tom dramático como estratégia.
Atingindo em cheio os fãs da série ‘The Walking Dead’ que mexe um bocado com o lado psicológico do telespectador, o filme ‘Invasão Zumbi’ tem um enredo carregado de cenas melodramáticas como a de um marido que tenta defender sua esposa grávida e a de um pai defendo a filha, refletindo ao mesmo tempo sobre seus erros do passado. De forma estratégica, unir o terror com o drama em um filme geralmente é bom negócio. A trilha sonora, mesmo que um tanto primitiva se torna um belo artifício para a trama.

5o – Animais “zumbis”?
Esta observação é tanto positiva como negativa. Trata-se da primeira cena do filme onde um veado é atropelado e o mesmo se levanta mostrando-se “zumbificado”. O que deixa a desejar no filme é que nada mais é mostrado em relação a animais infectados o que, de fato, poderia ter sido uma boa ideia.

InvasãoZumbi3

Crédito: Divulgação

No mais, outros fatores positivos acabam melhorando o filme como os efeitos sonoros, uma fotografia bem desenvolvida, sem falar nos momentos de tirar o fôlego como as cenas finais envolvendo a tentativa dos “zumbis” em segurar o trem com o intuito de pará-lo e a tentativa dos sobreviventes restantes em chegarem ao fim da linha do referido trem. Chega a ser comovente e emocionante.

Como nada é 100% perfeito no cinema, o filme peca com as cenas dramáticas desnecessárias realmente longas, sem falar nos diálogos intermináveis entre os personagens. Sobre estes, se pôde sentir a frustração do público com o vilão dentre os sobreviventes, o empresário do ramo de ônibus que acabou atrapalhado a vida de muita gente e, ainda mais, tendo um final no mínimo indesejável aos olhos do público.

Considerando o fato conturbador envolvendo o mistério da infecção, o público ficou com um gostinho de “quero mais” em relação ao que aconteceria com os sobreviventes. No entanto, todo este referido mistério conseguiu conquistar, de um modo geral, a aprovação do público. Afinal, ‘Invasão Zumbi’ não é nenhum besteirol norte-americano, do tipo que se costuma ver ultimamente.