SINOPSE

‘Linda de Morrer’ é mais uma produção brasileira que faz os espectadores duvidarem de sua qualidade. Afinal, não tivemos comédias realmente boas durante os últimos anos. Não é a toa que o gênero, no Brasil, está com uma péssima reputação e tem que conviver com certos preconceitos por parte do público.

Linda-de-Morrer-Glória-Pires-Credito-Paprica-Fotografia_0

A produção estrelada por Glória Pires não se encaixa em ‘uma das melhores comédias brasileiras’, mas surpreende em certos pontos. A ideia de trazer às telonas o ‘drama’ vivido pelas mulheres que sonham em acabar com a celulite possui suas vantagens, afinal aliar esse ‘drama’ à comédia é uma ideia bastante interessante e inteligente. Além disso, ‘Linda de Morrer’ carrega consigo certas lições que se entrelaçam com as doses de humor.

linda-de-morrer-divulgacao06

O filme conta a história de (Glória Pires), que descobre a fórmula de acabar com o inimigo número um das mulheres: a celulite. Porém, devido aos efeitos colaterais do medicamento, Paula morre, mas continua com o seu espírito na Terra, o que a faz enxergar todos os problemas que a cercavam. A partir disso, o espírito de Paula continua na Terra até que ela resolva todos os problemas, como ajudar a sua filha e dizer quanto a ama e parar a produção e venda do Milagra, medicamento que ela mesmo criou, ajudando milhares de mulheres.

maxresdefault

Já de princípio, ‘Linda de Morrer’ faz uma visível crítica à busca pela perfeição que já há alguns anos vem se instalando na mente de homens e mulheres. O Brasil é, hoje, líder mundial na realização de cirurgias plásticas, e essa obsessão pelo corpo perfeito faz surgir diversos profissionais ambiciosos, que se utilizam dessa obsessão para enriquecer através de medicamentos e procedimentos que se dizem ‘milagrosos’, mas nada fazem. Muitos deles trazem consequências danosas às pessoas aos quais se submetem. É essa a base dessa comédia, que transmite essa crítica de maneira divertida.

Linda-de-Morrer-Antonia-Morais-Glória-Pires-e-Priscila-Marinho-Credito-Paprica-Fotografia_0-1

Em segundo plano, mas não menos importante, está a abordagem de um assunto que bastante presente nos dias de hoje… A falta de diálogo entre pais e filhos. Paula Lins, interpretada maravilhosamente bem pela veterana Glória Pires, não tem tempo para a filha Alice, interpretada por Antonia Morais que, curiosamente, também é filha de Glória Pires na vida real.

4172765_x720

Sua obsessão pelo trabalho e pela busca da beleza toma o primeiro lugar na lista de prioridades de Paula que, após sua morte, percebe seus erros e faz de tudo para consertá-los mesmo em espírito. O primeiro passo para melhorar é reconhecer os problemas, e é essa a mensagem transmitida.

site_filme_linda_de_morrer

A diretora Cris D’Amato faz um ótimo trabalho em ‘Linda de Morrer’ e, apesar de seus fracassos com certas produções anteriores como ‘Sorria, Você Está Sendo Filmado – O Filme’, ela honra muito bem a escassa direção feminina que existe no ramo. Suzana Vieira e Emílio Dantas, que interpretam avó e neto na produção, estão ótimos e bastante intensos, e possuem um importante papel na resolução da trama.

8e9ae94d64b1c7114cc220a1d5d6191d

‘Linda de Morrer’ chega dia 20 de agosto nos cinemas e promete melhorar a reputação do gênero, trazendo uma história inteligente e divertida.