A guerra é um tema recorrente tanto no cinema quanto na nossa história. Infelizmente o nosso planeta ainda é cercado pelos mais diversos conflitos armados. Mas certamente um dos eventos mais tenebrosos da história aconteceu no Japão, no período da Segunda Guerra Mundial.

Embora ‘O Túmulo dos Vaga-Lumes’ não se passe em Hiroshima ou Nagasaki o filme aborda as tristezas da guerra por um viés tão assustador quanto à bomba atômica. Produzido pelo Studio Ghibli e lançado simultaneamente com outro clássico da casa, ‘Meu Amigo Totoro’ (do mestre louva-a-deus Hayao Miyazaki), ambos em 1988, o longa é baseado na história real de Akiyuki Nosaka, contada no livro “Haturo no Haka”.

vale-a-pena-assistir-o-tumulo-dos-vaga-lumes-1

Vamos ao que interessa. Vale a pena ver o filme? Vale, e muito. Mas com algumas ressalvas e eu vou explicá-las.

Primeiro vamos falar do seu contraponto americano, o longa de ação ‘Pearl Harbor’. O filme dirigido por Michael Bay tem contornos épicos e mostra como o Japão atacou “covardemente” o forte de Pearl Harbor no Havaí e a contra-ofensiva americana. Mas devemos levar em consideração que este é apenas um dos lados da história. E ‘O Túmulo dos Vaga-Lumes’ narra justamente o outro.

vale-a-pena-assistir-o-tumulo-dos-vaga-lumes-2

No drama dirigido por Isao Takahata, acompanhamos a vida dos irmãos Setsuko e Seita, que após a morte da mãe durante um bombardeio americano, e a convocação do pai para a guerra, passam a morar com alguns parentes, entretanto, insatisfeitos, saem da cidade a acabam encontrando um abrigo isolado na floresta.

É difícil se estender no enredo do longa sem dar spoilers, por isso optei por dar as minhas impressões sobre o longa e lhes dizer o porque de ver este filme, pelo menos uma única vez.

vale-a-pena-assistir-o-tumulo-dos-vaga-lumes-3

Definitivamente este não é um filme para os de coração fraco, embora não apele para o grotesco, esta animação é de uma sensibilidade ímpar. Logo nos primeiros minutos é impossível ficar alheio a situação dos irmãos. E mesmo que a grande maioria de nós desconheça os horrores da guerra, é impossível não se sentir imerso naquele ambiente.

Assisti ao filme apenas duas vezes, e me arrependi amargamente de ter visto uma segunda vez. Não por ser ruim, pelo contrário, as minhas impressões continuaram intactas, e toda a dor e sofrimento que senti durante a minha primeira sessão, eu senti novamente ao re-ver. Certamente eu não tenho forças para uma terceira experiência, mas certamente este é um daqueles filmes que jamais esquecerei, porque poucas vezes vi algo tão visceral, o que é mais impressionante ainda se tratando de uma animação.

vale-a-pena-assistir-o-tumulo-dos-vaga-lumes-4

Se você está disposto a assistir esta maravilha da animação japonesa, prepare-se, pois este que vos escreve chorou copiosamente durante os 15 minutos finais do filme, e continuou chorando um bom tempo após o término – tudo isso, duas vezes.
Certamente está é uma obra obrigatória para os fãs de filmes “anti-guerra” como o clássico italiano ‘A Vida é Bela’. Agora se você não gosta de sentir fortes emoções ao ver um filme, passe bem longe de ‘O Túmulo dos Vaga-Lumes’, porque certamente você não irá esquecê-lo mais.