O medo é algo presente no cotidiano dos seres humanos. Estudos científicos mostram que, por mais que o medo seja algo, a priori, negativo, as pessoas procuram senti-lo, já que o mesmo está diretamente ligado aos estímulos físicos e mentais, os quais geram uma sensação de alerta ao corpo e mente. Este estímulo prepara a pessoa para reagir de forma rápida diante de uma situação extremamente amedrontadora.

De um modo geral, é por causa do hormônio adrenalina, liberado por causa da sensação de medo, que o indivíduo se mostra mais ativo e atencioso.

Em outras palavras, ninguém gosta de ter medo, quando é óbvia a situação de perigo eminente. Contudo, quando esta mesma sensação é sentida pela pessoa em uma situação divertida e agradável como, por exemplo, estar em uma montanha russa ou vendo um filme de terror, esta sensação se torna prazerosa, o que faz com que a pessoa, realmente goste de sentir medo, pelo menos em uma situação em que a sua vida não esteja correndo perigo.

Em atenção a esta abordagem, o Pipoca de Pimenta, elegeu, de forma aleatória, os 30 filmes mais aterrorizantes da história do cinema. Vale destacar que os filmes a seguir não estão, necessariamente, na lista dos filmes de terror favoritos de qualquer amante da sétima arte, mas são aqueles que, por algum motivo, preferem ser esquecidos da memória, exatamente pelo pavor e do medo propriamente dito que eles causam ao público em geral. Vale informar que a maioria dos filmes está relacionada com atividades demoníacas, o que espanta ainda mais o telespectador do que um simples filme sobre fantasmas. Outros, tratam de situações desconfortantes e perturbadoras, mexendo com o lado familiar ou simplesmente tratando da luta pela vida.

1 – CEMITÉRIO MALDITO (1989)

Tido como um dos filmes mais aterrorizantes de todos os tempos, esta produção adaptada da obra de Stephen King, apresenta uma forma bem peculiar de causar medo. O filme sequer tem cenas realmente assustadoras ou figuras macabras, apesar da personagem Zelda, mas ele foca o drama familiar, ou seja, o desespero de um pai ao ter que suportar a dor da perda de um filho, a insegurança e inquietude de uma criança que prevê a destruição de sua família, a culpa de uma mulher por ter deixado a irmã morrer e a boa vontade de um espírito ao tentar ajudar um homem a não mexer com o sobrenatural. Tudo isso são fatores que causaram impacto e impressionaram o público no lançamento desta produção e mesmo que a pessoa que o assista não seja um pai de família, com certeza se sensibiliza com a situação enfrentada pelo personagem principal, Louis Creed.

1-CEMITÉRIO MALDITO

2 – ATIVIDADE PARANORMAL (2007)

Este, dispensa maiores apresentações, uma vez que se tornou uma das mais bem-sucedidas franquias do gênero terror já realizadas. Contudo, o tom realmente assustador do primeiro filme da série foi constatado na sua estreia especial, onde todas as cenas aterrorizantes causaram perplexidade aos telespectadores de várias salas de cinema nos Estados Unidos, dos quais muitos, vendo as cenas, acreditavam que se tratava de uma história real. O que acabou sendo desmentido, assim como aconteceu com A ‘Bruxa de Blair’, uma vez que a filmagem em primeira pessoa acabou sendo um projeto de baixo orçamento, criado unicamente para assustar e, consequentemente, dar margem para outras sequências ao longo desses últimos anos.

2-ATIVIDADE PARANORMAL

3 – O EXORCISTA (1973)

Outro que dispensa apresentação, ‘O Exorcista’ se tornou sinônimo de medo logo na sua estreia, onde muitos telespectadores passaram mal diante de todo o terror causado pelo filme. Tido como clássico, esta obra vencedora do Oscar e marcada por vários mistérios, ainda hoje leva medo ao telespectador, depois de mais de 40 anos do seu lançamento.

3-O EXORCISTA

4 – O EXORCISMO DE EMILY ROSE (2005)

Este é baseado em fatos assustadoramente reais, o que de fato, deixou o público aterrorizado com o caso de possessão demoníaca que estimulou uma séria discussão entre direito e religião. Apesar de o filme focar o aspecto jurídico, as manifestações do sobrenatural em razão dos personagens do filme deixaram o público bastante apreensivo.

4-O EXORCISMO DE EMILY ROSE

5 – A ENTIDADE (2012)

Dirigido pelo mesmo diretor de ‘O Exorcismo de Emily Rose’, Scott Derrickson, a história do filme não impressionou tanto o público, a não ser pelos detalhes estarrecedores sobre os assassinatos das famílias cometidos pelas crianças possuídas pela estranha entidade que as sondava. É de tirar o fôlego a forma que as atrocidades eram cometidas mesmo sem, necessariamente, mostrá-las ao telespectador.

5 - A ENTIDADE

6 – ELES (2006)

Este é um filme onde todo o terror é 100% humano. Também baseado em uma história real, onde um casal é perseguido, em sua residência, por um grupo de invasores, o temor e o desespero na luta pela vida ganham destaque, deixando o telespectador bem atento até o final desconcertante do filme.

6 - ELES

7 – TERROR EM SILENT HILL (2006)

Apesar das críticas negativas, o filme, que é uma adaptação de jogos de vídeo game, mostra cenas visualmente aterrorizantes, os quais muitos fãs dos jogos já estão acostumados, mas que se tornou uma novidade para o público formado por fãs de filmes de terror e que se impressionaram com as figuras monstruosas da produção.

7 - TERROR EM SILENT HILL

8 – JU ON: O GRITO (2002)

Mesmo sem os recursos da refilmagem hollywoodiana do ano seguinte e mesmo com um enredo um tanto confuso, a versão original japonesa de ‘O Grito’ trouxe grandes sustos e pesadelos ao público do mundo inteiro, devido as suas figuras aterrorizantes dos fantasmas da mulher e da criança que perseguem as pessoas que cruzam o seu caminho. Mesmo sem uma grande legião de fãs, o filme, com certeza, se destacou entre os mais assustadores de toda a história do cinema.

8 - JU ON O GRITO

9 – UMA NOITE ALUCINANTE – A MORTE DO DEMÔNIO (1981)

Um filme que marcou uma época, com uma inovação quanto a efeitos cinematográficos em filmes de terror, esta produção conseguiu aterrorizar o público com efeitos sangrentos bem convincentes para aquele ano. É claro que os mesmos efeitos acabaram ficando ultrapassados com o desenvolvimento da tecnologia o que possibilitou uma melhoria nos efeitos utilizados na refilmagem em 2013.

9 - A MORTE DO DEMONIO

10 – BABADOOK (2014)

Esta produção australiana se mostrou bastante aceitável aos olhos do público graças a sua originalidade. A materialização da depressão em forma de monstro conseguiu aterrorizar o telespectador de um jeito bastante peculiar e incomum, diferente de tudo o que se vê nas produções hollywoodianas. Apesar da pouca publicidade no Brasil, o filme vem conseguindo atrair a atenção dos fãs brasileiros pelo seu enredo cheio de surpresas, levando as pessoas a refletirem sobre todos os acontecimentos contidos nesta produção.

10 - BABADOOK

11 – CORRENTE DO MAL (2014)

Esta produção barata sem artistas conhecidos conseguiu, de fato, ganhar a atenção do público sem se tornar outro besteirol americano do gênero. A particularidade do filme está nas formas humanas macabras que representam uma espécie de força sobrenatural, a qual persegue uma jovem com a tarefa de passar esta espécie de maldição para outra pessoa por meio de relação sexual. Mesmos sem sustos relevantes, a tensão e o medo cercam a trama com muitas surpresas desagradáveis ao longo do filme.

11 - CORRENTE DO MAL

12 – INVOCAÇÃO DO MAL (2013)

Este filme feito pelo mais novo mestre do terror, James Wan, deixou muitos telespectadores apavorados com a história real de uma família perseguida pelo fantasma de uma bruxa. A trilha sonora e os efeitos fantasmagóricos são fatores que contribuíram para dar mais realismo ao enredo.

12 - INVOCAÇÃO DO MAL

13 – ARRASTE-ME PARA O INFERNO (2009)

Sam Raimi, idealizador de ‘A Morte do Demônio’, não poupou esforços para tornar esta produção em algo realmente aterrorizante. As cenas de perseguição da força demoníaca à personagem de Alison Lohman realmente causam tensão a quem assiste ao filme, sem falar na personagem de Lorna Raver que realmente é de causar medo ao telespectador, estando a personagem da mesma viva ou morta.

13 - ARRASTE-ME PARA O INFERNO

14 – ANNABELLE (2014)

Este, sem dúvida, é um dos filmes mais aterrorizantes de todos os tempos. Conseguiu atrair um público certo e com um roteiro bastante inteligente, principalmente, por ser baseado em uma história real. Com toda a certeza, a história da boneca macabra não é agradável aos olhos do público, contudo, o terror apresentado pela produção é realmente marcante.

ANNABELLE“>

15 – REC (2008)

Estar diante de pessoas infectadas com um tipo de vírus que as transforma em espécies de “zumbis violentos” parece bem apavorante. Muito pior se estiver dentro de um ambiente fechado onde há pessoas armadas preparadas para atirar em quem sair daquele determinado local. Toda essa agonia sofrida pelos personagens em um determinado tempo muito curto de filme, serviu para tornar REC uma produção realmente assustadora, ainda mais com um final de tirar o fôlego.

15 - REC

16 – O CHAMADO (2002)

Um pouco diferente da história original japonesa, a refilmagem norte-americana, bem como a personagem central do filme, Samara, se tornaram referência sobre histórias de terror realmente assustadoras. Mesmo com uma continuação não tão surpreendente quanto o primeiro filme, ‘O Chamado’ consegue até hoje provocar medo ao público, diante de um enredo bem sombrio e misterioso.

16 - O CHAMADO

17 – BRINQUEDO ASSASSINO (1988)

As pessoas se perguntam o motivo do boneco Chuck ter amedrontado tanta gente. A resposta é simples: trauma de crianças que, na época, viram o filme, contribuindo para o seu sucesso e que passaram a associar a figura aterrorizante do boneco a outros brinquedos similares. No Brasil, até o simpático boneco Fofão foi vítima desse trauma. Atualmente, muitos adultos ainda se impressionam com o filme, bem como as suas sequências cada qual mais violenta e aterrorizante do que a outra.

17 - BRINQUEDO ASSASSINO

18 – NOSFERATU (1922)

Talvez a produção clássica alemã mais famosa da história do cinema. Este filme de 1922 conseguiu convencer muitos telespectadores de que a figura do Conde Orlok, vivido por Max Schreck, de fato era real, graças aos efeitos da época, embora bem primitivos. Todo esse alvoroço criou um certo marketing que aterroriza as pessoas até os dias atuais, passados quase 100 anos do lançamento do filme.

18 - NOSFERATU

19 – O GABINETE DO DR CALIGARI (1920)

Este clássico de 1920 conseguiu arrancar sustos e apavorar os telespectadores que assistiam as cenas tenebrosas do “Sonâmbulo”, o qual perseguia as pessoas sob ordem de um médico fanático e obcecado. Embora também com efeitos primitivos, muitos fãs do gênero terror gostam de lembrar dessa produção como uma das mais aterrorizantes para a época.

19 - O GABINETE DO DR CALIGARI

20 – ESPÍRITOS 2 – VOCÊ NUNCA ESTÁ SOZINHO (2007)

Quem disse que os asiáticos não sabem fazer filmes realmente assustadores? Eles, de fato, são mestres do terror e sua técnica peculiar é tão original que não é à toa que muitos desses filmes estão sendo refilmados por diretores de Hollywood, assim como aconteceu com o primeiro filme desta série tailandesa e, diferente do primeiro, esta sequência conseguiu causar um grande medo ao telespectador, mas não apenas pelas cenas com fantasmas, mas também pela maldade cometida pelo ser humano, que é capaz de tudo para conseguir o que quer. Apesar do roteiro inteligente, o filme caiu no esquecimento do público, mas com certeza se tornou marcante para quem o assistiu.

20 - ESPIRITOS 2 – VOCÊ NUNCA ESTÁ SOZINHO

21 – O ABISMO DO MEDO (2006)

Estar dentro de uma caverna escura com criaturas medonhas parece bastante traumatizante, até para quem ao menos assiste filmes dessa natureza. Esta é a realidade em volta de ‘O Abismo do Medo’, na qual estão basicamente os mesmos elementos que fizeram do filme ‘REC’ algo bastante aterrorizante. Estar em um lugar sombrio, a ponto de ser devorado por monstros, sem muitos recursos e lutando pela vida sem saber aonde ir é algo bastante perturbador.

21 - O ABISMO DO MEDO

22 – A ÓRFÃ (2009)

Aparentemente, um suspense simples sem aquele tom arrepiante, tradicionalmente enigmático que se costuma ver nos filmes do gênero terror. O momento clímax do enredo do filme, com certeza, deixou muita gente apavorada ao saber que a menininha Esther não era quem ela parecia ser. Isso tornou a produção um dos suspenses mais adorados da história.

22 - A ORFÃ

23 – O ORFANATO (2007)

Esta produção hispano-mexicana, a priori, não é um terror propriamente dito, mas sim uma espécie de suspense emotivo e dramático. Os elementos que tornam o filme realmente assustador, apesar das figuras fantasmagóricas, são os mesmos de Cemitério Maldito, ou seja, a angústia de uma mãe na busca desesperada pelo filho que se desapareceu em um antigo orfanato, onde algo horrível aconteceu, anos antes, com as crianças que ali viviam. A tensão psicológica do telespectador em querer saber a verdade sobre esse mistério é algo, de fato, incontrolável.

23 - O ORFANATO

24 – PALHAÇOS ASSASSINOS (1989)

Este filme, apesar de um tanto engraçado, traumatizou muita gente, principalmente quem já tinha um certo medo de palhaços. Aquelas figuras nada simpáticas acabaram por se tornar algo bem desagradável de se ver. Este terror “trash” acabou se tornando um dos clássicos do “cine trash” exibido no Brasil e que atraiu muitos fãs do gênero terror.

24 - PALHAÇOS ASSASSINOS

25 – GHOULIES (1985)

Considerada uma produção feita nos mesmos moldes que ‘Gremlins’ (1984), com criaturas de aspecto nada amigável e verdadeiramente feias, este terror de baixo orçamento não tem pontos realmente assustadores, a não ser por um detalhe: o ritual de invocação do feiticeiro mor que estava a retornar do mundo dos mortos. A cena do ritual é realmente perturbadora e com traços de fato diabólicos que deixaria qualquer telespectador aterrorizado.

25 - GHOULIES

26 – A BRUXA DE BLAIR (1999)

Esta produção barata, pioneira dos filmes realizados em forma de documentário, balançou muito a mente do público, por acreditar que se tratava de uma história real, assim como aconteceria anos mais tarde com ‘Atividade Paranormal’. A tensão dos personagens e o medo por se sentirem perseguidos por algo que não podem identificar foi o ponto alto do filme, hoje tido como um clássico que inspira outros produtores a realizarem obras semelhantes, pelo menos com as mesmas técnicas.

26 - A BRUXA DE BLAIR

27 – ANTICRISTO (2009)

A produção de Lars von Trier não é um terror, nem um suspense, mas um drama bastante desconfortante por tratar de problemas familiares, como a perda de um filho, bem como o desejo obsessivo de uma mulher que se deixa levar pelos desejos mais íntimos, capazes de fazê-la cometer loucuras que agridem a sua integridade física e emocional. A violência empregada no filme é algo extremamente feio e que muitos não desejam rever em nenhuma circunstância.

27 - ANTICRISTO

28 – ENCONTROS FANTASMAGÓRICOS (2011)

Outra produção filmada ao estilo de documentário, mas com pontos bem curiosos. Primeiro, possui os mesmos elementos de outros filmes como ‘REC’ e ‘O Abismo do Medo’. Elementos estes que intrigam o público e prendem a atenção do telespectador até o último momento. Contudo, o filme em si mostra um universo paralelo e cheio de surpresas como caminhos sem saída, a vulnerabilidade dos personagens e o mistério envolvendo o local onde o filme se passa. Apesar do baixo orçamento e com uma sequência fraca, o filme se tornou queridinho dos fãs do gênero terror e bastante assustador para o público em geral.

28 - ENCONTROS FANTASMAGORICOS

29 – O BEBÊ DE ROSEMARY (1969)

Este é um caso raro de um terror “sem terror”. Todos conseguem entender o enredo do filme, contudo, muitos ficaram impressionados ao saber que o ritual mostrado em ‘O Bebê de Rosemary’, quando a personagem principal é concebida pelo demônio, era uma encenação, mas com aspectos reais, ou seja, de um tipo de ritual que realmente existe nas seitas satânicas. Outro ponto aterrorizante do filme é a cena final em que Rosemary se depara com o seu filho que nasceu e o estranha com uma expressão assustadoramente perturbadora. Apesar da criança não ser mostrada, toda aquela expressão da atriz Mia Farrow foi o suficiente para amedrontar o telespectador.

29 - BEBE DE ROSEMARY

30 – TUBARÃO (1975)

Este filme dispensa maiores apresentações, unicamente por se tratar de uma das histórias assustadoras mais impressionantes de todos os tempos. O filme retrata uma realidade vivida no mundo inteiro, o que mais assusta quem o assiste. A conquista do público se deu exatamente por ser uma produção única e que, apesar das controvérsias, conseguiu provocar medo às pessoas, fazendo com que pensassem duas vezes antes de irem à praia.

30 - TUBARAO