SINOPSE

Em uma terra sem lei, a sorte favorece apenas os mais fortes e corajosos. Ara (Cauã), um homem de ação e poucas palavras, é o líder de um bando de motoqueiros armados que acredita em uma antiga lenda capaz de devolver justiça e liberdade ao povo da região. Quando realizam um ousado roubo, acabam despertando a fúria do poderoso Tenório (Humberto Martins). Agora, Tenório vai concentrar todas as suas forças em uma perseguição para destruir o bando de Ara e recuperar aquilo que acredita ser seu por direito. Durante a perseguição, a jovem Laura (Luisa Arraes) é resgatada de um acidente e tem que seguir o bando contra a sua vontade, despertando ciúmes em Severina (Sophie Charlotte), companheira de Ara.

FICHA TÉCNICA

Direção:

Homero Olivetto

Roteiro:

Homero Olivetto, Patrícia Andrade, Newton Cannito

Gênero:

Romance, Ação

Produção:

Bianca Villar, Fernando Fraiha, Homero Olivetto, Kiki Lavigne

Elenco:

Cauã Reymond, Sophie Charlotte, Luisa Arraes, Humberto Martins

Nacionalidade:

Brazil

Ano de Produção:

2015

Data de Lançamento:

21 de janeiro de 2016

Distribuição:

CLASSIFICAÇÃO

Direção:

Roteiro:

Fotografia:

Trilha-Sonora:

Efeitos Visuais:

Efeitos Especiais:

Item não avaliado

Direção de Arte:

Elenco:

Item não avaliado

Montagem:

Figurino:

Maquiagem:

RL_poster_oficial

Filmes brasileiros não são a primeira opção da grande maioria do público brasileiro, que está acostumado a encontrar comédias escrachadas protagonizadas pelos mesmos atores de sempre, que ocupam centenas de salas com piadas já conhecidas e um humor nada surpreendente. É claro que esse mesmo público que prefere um blockbuster ou qualquer outro filme estrangeiro sabe que várias produções brasileiras já se destacaram por serem realmente boas e que tiveram sucesso merecido, porém essas ótimas produções acabam caindo no esquecimento de um público atolado por essas comédias sequenciais.

Reza_a_Lenda-9075

Eis que chega aos cinemas um desses filmes que parecem que devem ser levados como uma das primeiras opções do público. Essa produção é ‘Reza a Lenda’, novo filme do diretor Homero Olivetto, que traz a história de Ara, interpretado por Cauã Reymond, um homem líder de um bando de motoqueiros armados que acredita em uma antiga lenda capaz de devolver justiça e liberdade para o povo de sua região.

Reza_a_Lenda-3309

A direção de Homero Olivetto é interessante, os movimentos de câmera utilizados foram essenciais para a construção de cenas que, se filmadas de modos diferentes, não criariam tais experiências. Dentro da produção, que possui uma ótima fotografia, assinada por Marcelo Corpanni e uma direção de arte adequada e de ótimo bom gosto, assinada por Valdy Lopes Ferreira, o que peca é o roteiro. Não que ele não seja bom, mas alguns pontos não possuem nós bem feitos, o que torna ‘Reza a Lenda’ um tanto lúdico. Por mais que a personagem Laura, protagonizada por Luisa Arraes, tenha um “motivo” para ingressar na história, o surgimento dela não tem pé nem cabeça, é uma jovem totalmente alheia que aparece na região, ninguém a procura, ela também não parece se preocupar com muita coisa, e fica por isso mesmo. A realidade presente na ótima direção de arte e fotografia de ‘Reza a Lenda’ sofre com essa fraqueza no roteiro.

MCAM9048

Cauã Reymond e Shophie Charlotte são fieis aos seus personagens, entrando de cabeça em uma experiência que nunca haviam tido. Interpretam pessoas fortes, que possuem raízes, e uma história de vida bastante carregada, mas é fato que seus personagens deviam ter sido mais bem aproveitados e desenvolvidos. Luisa Arraes é, como sempre, teatral demais, cansativa demais, mas… Como podemos dizer… Quebra o galho. Já Humberto Martins interpreta o mesmo personagem machista de sempre, sem qualquer novidade, ficando cada vez mais longa de ser um ator completo.

MCAM7074

‘Reza a Lenda’ chega as telonas com uma ótima intenção, a de levar ação ao Cinema Brasileiro… Mas de ação o filme não tem praticamente nada.