Os organizadores do BAFTA 2018, anunciaram que o cineasta Ridley Scott será homenageado com o prêmio BAFTA Fellowship“em reconhecimento de conquistas extraordinárias nas formas de arte da imagem em movimento”.

“Ridley Scott é um diretor visionário, um dos grandes cineastas britânicos cujo trabalho fez uma marca indelével na história do cinema”, disse a chefe da BAFTA, Amanda Berry. “Sua paixão e busca implacável de excelência proporcionaram aos espectadores de cinema uma tentadora gama de filmes … [que] continuam a atravessar os limites de estilo e gênero.”.

O diretor teve seu nome vinculado a duas grandes produções “Blade Runner 2049”“Todo o Dinheiro do Mundo”, esse envolto de diversas polêmicas. Em “Blade Runner 2049”,, sequência do clássico de 82, se passa 30 após os eventos o primeiro filme. Um novo blade runner, o policial K, traz a luz um segredo enterrado que tem o potencial de mergulhar o que restou da sociedade no caos. A descoberta de K o guia em uma missão para achar Rick Deckard, um antigo blade runner da policia que está desaparecido há 30 décadas. Já “Todo o Dinheiro do Mundo”, baseado em fatos reais, conta a história do sequestro de John Paul Getty III, neto de 16 anos do americano magnata do petróleo Jean Paul Getty. Desesperada, a mãe de John, pediu ajuda financeira ao avô do menino, que recusou. Os sequestradores então decidem enviar à imprensa uma orelha do menino para obrigar a família a acelerar o pagamento do resgate.

“É um privilégio ter sido capaz de fazer uma carreira para mim mesmo nesta indústria, e ser honrado por meu corpo de trabalho é realmente muito gratificante.”, disse o cineasta britânico.

Ridley Scott já foi indicado ao BAFTA cinco vezes, e em 1995 recebeu o Michael Balcon Award, prêmio esse de melhor contribuição britânica para o cinema. A 71ª edição do BAFTA acontece no dia 18 de fevereiro.