Já estamos entrando em clima de Oscar. Enquanto o Brasil vive a polêmica sobre ‘Aquarius’ representar ou não o país, a Finlândia já anunciou o candidato que tentará uma das cinco vagas na categoria de Melhor Filme Estrangeiro na premiação.

‘The Happiest Day in the Life of Olli Maki’, película em preto e branco do diretor Juho Kuosmanen, é a grande escolhida. O filme foi premiado, neste ano, na seção Un Certain Regard (UCR), mostra paralela ao Festival de Cannes, além de estar entre os cinquenta títulos indicados ao European Film Academy Feature Film Selection.

O longa, estrelado por Jarkko Laht, conta a história da luta pelo título de campeão mundial peso pena de 1962, em que uma tentativa de consagração se transforma num humilhante nocaute diante de um estádio lotado. Ainda sim, este foi o melhor dia da vida daquele lutador. Inspirador, como costumam ser os filmes desse gênero.

happiest-day-life-olli-maki

A Tunísia também já escolheu seu representante. ‘Flower of Aleppo’, protagonizado por Hend Sabry e dirigido por Ridha Behi, trata sobre a luta de uma mãe. Sabry terá de se disfarçar de jihadista para resgatar seu filho, membro do Estado Islâmico desde o divórcio dos pais. Esta é apenas a terceira vez que o país encaminha um filme para a seleção do Oscar.

flower-of-aleppo