A Sony Pictures adquiriu os direitos de distribuição do próximo filme de Quentin Tarantino. O estúdio era um dos três finalistas, vencendo grandes nomes como Warner Bros. e Paramount.

Na situação atual, a falta de estúdio era o único contra tempo para o diretor, pois anteriormente o cineasta já havia anunciado que tinha finalizado o roteiro e também já teria se encontrado com os atores.

Esse é o primeiro filme de Tarantino não vinculado à Weinstein Company, ex-produtora de Harvey Weinstein, empresário esse que foi acusado de assédio por mais de 50 mulheres que trabalham no ramo do entretenimento.

Ambientada no ano de 1969, “#9” ainda não tem previsão de estreia.