SINOPSE

Muito se esperou e muito se desejou para que se produzisse um filme do gênero terror, realmente impressionante em muitos dos seus aspectos. Bem, este filme é ‘The Babadook’.

The Babadook

Pra começo de análise, trata-se uma produção, a priori, não americana mas sim australiana, sem falar que é dirigido por uma mulher, Jennifer Kent, a qual atuou em elencos secundários de filmes como Babe, Um Porquinho Atrapalhado na Cidade e dirigiu alguns curtas e episódios de séries. Kent dirige agora seu primeiríssimo longa-metragem, ganhando posteriormente, vários prêmios importantes por este trabalho.

babadook 6

O enredo gira em torno da relação conturbada entre uma mãe viúva (Amélia) e seu filho rebelde (Samuel) e toda a batalha para fazer deste uma criança normal e sociável. Contudo, a depressão desenvolvida após o acidente que matou seu marido, por sinal momentos antes de Samuel nascer, faz com que Amélia encontre obstáculos para voltar a ter uma vida normal com uma família normal.

babadook 7

Os momentos de angústia e inquietação se tornam cada vez mais frequentes quando Samuel acaba tendo pesadelos com um tipo de monstro, o que faz com que o garoto acabe por se tornar violento e misterioso. Em uma determinada noite, ao buscar um livro para sua mãe ler, Samuel encontra um com título The Babadook e, de imediato, reconhece a figura estranha e macabra de seus pesadelos. O livro tenebroso indica as formas para fazer com que o monstro consiga vir para o mundo real, sem que Amélia dê importância para o que estava acontecendo.

babadook 4

Na medida em que Amélia cai diante sua própria tristeza por não conseguir cuidar do seu filho, acidentalmente cria uma energia capaz de alimentar aquela estranha entidade que nada mais é do que a materialização de sua depressão, acabando por se transformar em uma espécie de parasita demoníaco com poder intenso para se apoderar de toda a energia viva do seu hospedeiro (Amélia), transformando-o em algo extremamente perigoso.

babadook 8

Amélia, ao ser possuída pelo monstro Babadook passa a perseguir seu filho. A reviravolta e as transformações de cada personagem são acontecimentos realmente espetaculares aos olhos do telespectador. O clima de medo, misturado com o drama familiar conseguiu alcançar uma certa e almejada conexão, fato bastante incomum nos filmes de terror norte-americanos nos últimos anos.

Babadook

Cenas bem elaboradas, convincentes e nada previsíveis, um tom macabro em torno da história, efeitos de imagem bastante profundos, um final marcante e nenhum pouco dedutível, sem falar nas expressões de medo tão impressionantes que não eram vistas desde os filmes perturbadores de Stanley Kubrick, são elementos que fazem de ‘The Babadook’ uma produção bastante respeitável. Espera-se, contudo, que Hollywood não o estrague com um remake, assim como já fez milhares de vezes com tantos bons filmes de terror.