A partir de hoje até o dia 27 de julho, o Unibes Cultural de São Paulo irá receber em seu auditório a mostra “Jóias do Cinema Francês”. O evento irá exibir um total de 10 filmes, sendo três sessões por dia.

Confira abaixo a programação completa.

Quarta-feira, 19

15h: “Foucault Contra Si Mesmo” (2013), de François Caillat

17h30: “Não é o Meu Tipo” (2013), de Lucas Belvaux

19h45: “Mercenário” (2015), de Sacha Wolff

 

Quinta-feira, 20

15h: “Les Malheurs de Sophie” (2015), de Christophe Honoré

17h30: “A Lei da Selva” (2016), de Antonin Peretjatko

19h45: “Irrepreensível” (2015), de Sébastien Marnier

 

Sábado, 22

15h: “Não é o Meu Tipo” (2013), de Lucas Belvaux

17h30: “Foucault Contra Si Mesmo” (2013), de François Caillat

19h45: “Nocturama” (2016), de Bertrand Bonello

 

Segunda-feira, 24

15h: “Mercenário” (2015), de Sacha Wolff

17h30: “Foucault Contra Si Mesmo” (2013), de François Caillat

19h45:  “Não é o Meu Tipo” (2013), de Lucas Belvaux

 

Terça-feira, 25

15h: “Irrepreensível” (2015), de Sébastien Marnier

17h30: “A Lei da Selva” (2016), de Antonin Peretjatko

19h45: “O Olho do Furacão” (2015), de Sékou Traoré

 

Quarta-feira, 26

15h: “Foucault Contra Si Mesmo” (2013), de François Caillat

17h30: “Les Malheurs de Sophie” (2015), de Christophe Honoré

19h45: “A Lei da Selva” (2016), de Antonin Peretjatko

 

Quinta-feira, 27

15h: “O Olho do Furacão” (2015), de Sékou Traoré

17h30: “Mercenário” (2015), de Sacha Wolff

19h45: “Foucault Contra Si Mesmo” (2013), de François Caillat

 

O valor é fixo de R$ 10. O Unibes Cultural fica localizado na Rua Oscar Freire, 2.500.

Sinopses.

“Foucault Contra Si Mesmo”: Coletânea de entrevistas com críticos e filósofos contemporâneos numa tentativa de construir novas formas de pensar sobre a luta contra os mecanismos de dominação da sociedade a partir do legado de Foucault.

“Não é o Meu Tipo”: Clément, jovem professor de filosofia parisiense, é transferido para o interior por um ano. Longe da agitada Paris, ele não sabe como ocupar seu tempo livre até encontrar Jennifer, uma humilde cabeleireira, por quem se interessa. Se para ele o mundo é regido por Kant e Proust, para ela a vida é uma grande novela regada a karaokes e noitadas. Um amor improvável floresce.

“Não Sou um Canalha”: Eddy é assaltado e ferido. Com isso ele ganha a atenção da família que estava afastado. Já a vida de Ahmed começa a desmoronar quando ele é acusado de um crime que não cometeu. Quando o caso de Ahmed começa a ser desvendado, Eddy começa a se preocupar.

“Les Malheurs de Sophie”: Filme é uma livre adaptação do livro infantil de mesmo nome, escrito pela Condessa de Ségur. A história se passa no século XIX, quando uma garota faz diversas maldades com a ajuda do primo, até uma tia lhe mostrar o bom caminho.

“Irrepreensível”: Depois de muitos anos morando em Paris, a corretora imobiliária Constance Beauvau perde o emprego e não tem dinheiro para manter seu apartamento. O jeito é voltar para a pequena cidade onde cresceu e confrontar traumas da juventude. Ela reencontra um antigo interesse amoroso e visita o patrão da agência onde trabalhava. Mas o chefe prefere outra candidata ao cargo disponível. Inconformada, Constance decide fazer o que for necessário para reconquistar a vida que tinha.

“A Lei da Selva”: Marc Châtaigne é um estagiário do Ministério enviado a Guiana para o lançamento da primeira estação de esqui da Amazônia. Durante sua estadia no local, Marc fica perdido na selva com Tarzan, aprendiz no Instituto Nacional de Florestas.

“A Escola de Babel”: Um grupo de imigrantes chega à França buscando recomeçar e seus filhos precisam se adaptar à nova vida. Eles não falam o francês e passam a estudar em uma classe iniciante para aprender a língua. Nas aulas esses jovens com idades entre 11 e 15 anos conversam sobre as relações com suas famílias, suas diferenças e sobre o futuro.

“Nocturama”: Numa manhã em Paris, vários jovens, de diferentes origens, começam um balé estranho pelos labirintos do metrô e ruas da capital. Eles parecem seguir um plano. Seus movimentos são precisos, quase perigosos. Eles se encontram ao mesmo tempo em uma loja de departamento, na hora de fechar. E então a noite começa…

“Mercenário”: Soane é um jovem caledônio de origem galesa, tem um sonho: tornar-se um jogador de rúgbi. Para isso, no entanto, ele precisa deixar o seu lar para trás e se mudar para a metrópole, algo que deixa o seu pai, uma figura autoritária, pouco feliz. Contrariando as expectativas da família e enfrentando as dificuldades e as barreiras de identidade e nacionalidade, Soane parte em busca do seu sonho.

“O Olho do Furacão”: Emma é uma defensora pública que vai representar um rebelde acusado de crime de guerra. Para o sistema, ele não passa de uma besta feroz, mas, aos poucos, ele revela seu passado.